InícioNotíciasMilho exportação tem nova queda nos preços

Milho exportação tem nova queda nos preços

O milho brasileiro para exportação registrou nova queda forte nos preços, de acordo com informações divulgadas pela TF Agreoconômica. “Os prêmios permaneceram a $16 cents/bushel para julho23; recuaram 10 cents para ago/23 para $30, recuaram 7 cents para $30 em setembro e recuaram 7 cents para US$ 38 para outubro”, comenta.

“A nova forte queda nos prêmios, não apenas no Brasil, mas também na Argentina continua sinalizando a falta de demanda externa para o produto, que está concentrada nos EUA, no momento. A perspectiva de uma grande safra no Brasil e a queda da demanda mundial são dois fatores significativamente baixistas no mercado, como demonstram também a forte queda nas cotações da CBOT”, completa.

O Paraguai registrou pequena movimentação para o milho, embora devagar. “Com preços bem diferentes dos observados dias atrás, o mercado de milho caminha um pouco mais devagar nesta semana. Da mesma forma, os negócios estão sendo relatados à medida que os vendedores assimilam os novos patamares do mercado.

O Brasil espera uma excelente segunda safra, e há um grande volume de oferta disponível, o que vem pressionando os valores em toda a região. Localmente, espera-se também uma segunda colheita muito boa, embora com muitos riscos devido ao plantio mais tardio. A indústria local busca suprir parte de suas necessidades, e mantém valores um pouco melhores que os do mercado brasileiro”, indica.

“Os preços aproximados do milho argentino FOB fecharam ao redor de US$ 275 para abril, US$ 259 maio, US$ 246 para junho e U$ 237 para julho. Os preços flat do milho caíram para US$ 298 FOB nos EUA, caíram para US$ 284 FOB Up River (oficial), na Argentina e caíram para US$ 284 FOB Santos, no Brasil”, conclui.

 

Por: AGROLINK –Leonardo Gottems