Menino morto pela mãe no RS sofria com agressões e humilhações constantes

Vídeos mostrados pelo Fantástico, no último domingo (8), mostram a rotina de agressões às quais o menino Miguel, de 7 anos, que foi morto pela mãe no Rio Grande do Sul, sofria. O menino ficava de castigo trancado em um armário e era obrigado a repetir frases como ‘eu sou um idiota’ em um caderno.

O corpo dele teria sido jogado em um rio pela mãe, mas a polícia ainda não o encontrou. Os vídeos revelados pelo Fantástico mostram que ele era vítima de humilhações e ameaças constantes.

As imagens que foram gravadas por Bruna Nathiele Porto da Rosa, companheira da mãe de Miguel, Yasmin Vaz dos Santos Rodrigues, revelam parte do horror ao qual o menino era submetido.

Em uma das gravações, Miguel aparece dentro do armário em que ficava de castigo e Bruna diz: “Se a tua mãe chegar e tu te mijar eu te desmonto a pau. Eu te desmonto, eu te desmonto, eu te desmonto e tu vai sair todo quebrado. Tu tá entendendo?”

As duas mulheres foram presas. Porém, a mãe de Miguel se diz inocente, e, esta semana, Bruna foi transferida para avaliação psiquiátrica. Os advogados querem provar que ela não responde pelos próprios atos.

Reportagem: Da redação da ISTOÉ

ÚLTIMAS NOTÍCIAS