MEC anuncia Enem em 17 e 24 de janeiro de 2021

O Ministério da Educação (MEC) e o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) anunciaram nesta quarta-feira, 8, que o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) será aplicado nos dias 17 e 24 de janeiro de 2021. O Enem digital será nos dias 31 de janeiro e 7 de fevereiro.

A reaplicação do Enem será no dia 24 de fevereiro e 25 de fevereiro. E os resultados serão divulgados no dia 29 de março de 2021.

Estadão antecipou, na manhã de ontem quarta-feira, que o Enem seria realizado em janeiro. O mês foi defendido por secretários de educação e universidades em reuniões com o governo.

Em coletiva de imprensa na tarde desta quarta-feira, o presidente do Inep, Alexandre Lopes, disse estar “tranquilo para executar o Enem em janeiro”.

A prova, inicialmente prevista para novembro deste ano, foi adiada por causa da pandemia do coronavírus. Escolas de todo o País tiveram atividades presenciais suspensas para evitar a propagação do vírus.

Mais de 5,8 milhões de estudantes estão inscritos nessa edição do Enem. Em enquete realizada a pedido do ex-ministro Abraham Weintraub, a maior parte dos estudantes (49,7%) votou para que o Enem fosse apenas em maio do ano que vem. Outros 35,3% optaram por janeiro.

Reportagem: Júlia Marques e Renata Cafardo – O Estadão

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Aumento de vagas de trabalho apontam para retomada gradual da economia

“Setores de saúde, tecnologia, vendas e gestão de pessoas lideram as ofertas de vagas no mercado de trabalho”. Desde o início da pandemia causada pelo...

SC | Governo anuncia pagamento da 1ª parcela do 13º salário para outubro

O governador Carlos Moisés anunciou na tarde desta quarta-feira (23) que o pagamento da primeira parcela do 13º salário do funcionalismo público estadual ocorrerá no dia 16 de outubro. A...

Volkswagen vai indenizar vítimas da ditadura no Brasil

"Investigações apontaram que montadora alemã colaborou de maneira sistemática e ativa com o regime militar brasileiro. Agora, ex-funcionários perseguidos deverão receber R$ 36 milhões...

Fila de pessoas com deficiência aguardando BPC bate 500 mil

O presidente do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), Leonardo Rolim, afirmou nesta quarta-feira (23) que mais de 500 mil pessoas com deficiência estão...