Mais de 60 respiradores pulmonares artificiais foram restaurados pelo SENAI em Joinville

Número de aparelhos consertados deve passar de 70, pois 11 estão em calibração ou aguardam peças; estimativas indicam que a iniciativa pode salvar mais de 600 pacientes e proporcionou economia de R$1,4 milhão (em valores de antes da pandemia) para o sistema de saúde; diante da baixa demanda, atividade será interrompida, mas pode ser retomada se houver necessidade.

Em cerca de quatro meses de trabalho, uma força tarefa instalada nos Institutos SENAI de Inovação em Joinville consertou 61 ventiladores pulmonares de Unidades de Tratamento Intensivo de hospitais da rede pública e privada de Santa Catarina. Esse número ainda se elevará e deverá passar de 70, pois 11 ainda estão em fase de calibração ou aguardando peças de reposição, já compradas. A iniciativa Mais Manutenção de Respiradores foi lançada em âmbito nacional pela rede de Institutos SENAI de Inovação, tendo em Joinville um dos pontos de atividades.

Desta forma, é uma das contribuições do Sistema FIESC ao enfrentamento da pandemia provocada pelo Covid-19, já que os respiradores são considerados de extrema importância nos casos graves da doença causada pelo novo coronavírus, que afeta o sistema respiratório. Agora, diante da baixa procura pelo serviço, a atividade, será interrompida, podendo ser retomada a qualquer momento, de acordo com a necessidade dos hospitais pelo serviço. Em dois eventos online na próxima segunda-feira, dia 20, serão feitos balanços da iniciativa Mais Manutenção de Respiradores em Santa Catarina (a partir das 15 horas) e no Brasil (às 16 horas).

A primeira live, que será transmitida pelo canal da FIESC no Youtube (clique aqui para se inscrever e receber o link), contará com a participação de dirigentes da FIESC e SENAI e organizações parceiras, como a Associação Catarinense de Medicina (ACM), GM, BMW, Whirlpool, Nidec Global Appliance (detentora da marca Embraco) e SLS Hospitalar.

A estimativa é que mais de 600 vidas sejam salvas por esses equipamentos. Além da reposição dos respiradores em um momento crítico, em que a demanda mundial está elevada, a ação proporcionou ao sistema de saúde uma economia de investimentos na ordem de R$ 1,4 milhão (a preços anteriores à pandemia). Além de cidades catarinenses, foram consertados equipamentos de Palmas, no Tocantins.

No total, os Institutos SENAI de Inovação em Sistema de Manufatura e de Processamento a Laser receberam 94 aparelhos danificados e fora de uso, sendo que 50 apresentavam problemas no próprio respirador e 44 em acessórios. Além dos 61 consertados e devolvidos, outros 11 ainda estão em manutenção – três deles em fase de calibração e devem ser devolvidos nos próximos dias e os demais aguardando peças de reposição, já adquiridas. Outros 22 foram devolvidos por serem considerados definitivamente inviáveis.

Outra parceria que se estabeleceu no contexto da Iniciativa Mais Manutenção de Respiradores foi o trabalho articulado pelo Comitê da Indústria da Defesa (Comdefesa) da FIESC, em parceria com a Defesa Civil e Aeroclube de Santa Catarina, para a devolução dos equipamentos recuperados.

Assessoria de Imprensa
Federação das Indústrias do Estado de Santa Catarina

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Morre Papa Diop, autor do primeiro gol da Copa do Mundo de 2002

Morreu ontem domingo, aos 42 anos, o senegalês Papa Bouba Diop. Autor do primeiro gol da Copa do Mundo de 2002 na vitória de...

Médico de Maradona é acusado formalmente de homicídio culposo

O médico de Diego Maradona, Leopoldo Luque, foi acusado formalmente de homicídio culpo, quando não há intenção de matar. A informação foi publicada neste...

ORLEANS | Vendas no Natal e fim de ano devem aquecer a economia

O mês de dezembro é sempre um dos melhores para pequenos e grandes empreendedores. As vendas de Natal e fim de ano costumam dar uma...

Servidora que lida diariamente com vírus, bactéria e fungos merece insalubridade máxima

A 1ª Câmara de Direito Público do TJ, em matéria sob a relatoria do desembargador Luiz Fernando Boller, reformou sentença de comarca do oeste...