Mais de 1,4 mil novos postos de trabalho foram gerados em agosto no Sul

O número de novos postos de trabalho determina o desenvolvimento econômico dos municípios. E, nas regiões do Extremo Sul (Amesc) e Carbonífera (Amrec), em agosto, os dados trouxeram resultados positivos. Foram 9.410 admissões registradas contra 7.974 desligamentos, totalizando 1.436 vagas de emprego formal – ou seja, com a carteira assinada. Os dados foram anunciados ontem, dia 29, pelo Cadastro Geral de Empregados e Desempregos (Caged), do Ministério da Economia.

“Felizmente, a gente continua com o reaquecimento da economia, demonstrada, inclusive, através destes números do Caged. A Amrec, com 1.126 novas vagas, lideradas por Criciúma, com 716 novos postos, está demonstrando que a nossa economia continua aquecida e em crescente, bastante positiva”, comenta o presidente da Associação Empresarial de Criciúma (Acic), Moacir Dagostin.

Criciúma foi o município destaque, com 716 vagas de emprego formal geradas em agosto, seguido de Içara, com 261 novas contratações no oitavo mês do ano. O saldo positivo também foi registrado em outras cidades: Balneário Rincão (35), Cocal do Sul (29), Lauro Müller (15), Morro da Fumaça (50), Nova Veneza (18) e Urussanga (92). Orleans teve o saldo zerado, já que o número de admissões foi o mesmo que o de demissões.

Embora os números reflitam bons resultados, um dado traz preocupação: cinco municípios das duas regiões apresentaram mais demissões do que admissões em agosto, são eles: Forquilhinha (-12), Siderópolis (-71), Treviso (-7), Ermo (-4) e Balneário Arroio do Silva (-5). As demais cidades da Amrec e Amesc registraram saldo positivo em novos postos de trabalho.

Acumulado do ano

No acumulado do ano na Região Carbonífera, os números são positivos. Foram somados 8.684 novos postos de trabalho formal, com destaque para Criciúma, responsável pelo acréscimo de 4.471 dessas vagas. Içara se mantém com o segundo melhor desempenho, com 1.437 empregos adicionados no período, mas todos os municípios apresentam saldo positivo entre janeiro e agosto.

Também no acumulado, o setor de serviços responde pelo maior número de vagas criadas, 3.868, chegando a 47.105 empregos com registro em carteira na região. No entanto, o setor que mais emprega continua sendo a indústria, com 59.740 trabalhadores formalizados após as 3.788 novas vagas acrescentadas entre janeiro e agosto. Com 1.360 novos postos abertos no período, o comércio tem estoque de 30.377 empregos na região.

Tendência para os próximos meses

Para o presidente da Acic, tendo em vista as vagas no Banco de Talentos da entidade, bem como em outros órgãos do município que fazem oferta de emprego, os números devem continuar crescendo na região. “Devemos, agora, no começo de outubro, iniciar as contratações para a temporada no comércio e também nos estabelecimentos litorâneos”, enfatiza.

Bons números também na Amesc

Entre os municípios da Amesc, Araranguá foi o que mais gerou empregos em agosto: foram 94 vagas criadas, seguido de Sombrio, com 54 novos postos de trabalho. Também alcançaram dados positivos as seguintes cidades: Meleiro (46), Maracajá (24), Turvo (23), Santa Rosa do Sul (18), São João do Sul (17), Sombrio (17), Balneário Gaivota (8), Passo de Torres (7), Morro Grande (5) e Jacinto Machado (2). Timbé do Sul foi a única cidade que o número de demissões foi o mesmo que de admissões no Extremo Sul.

TNSul

Foto: Lucas Colombo/ Arquivo TN

ÚLTIMAS NOTÍCIAS