InícioNotíciasMaio Verde busca conscientizar sobre doença celíaca e desordens relacionadas ao glúten

Maio Verde busca conscientizar sobre doença celíaca e desordens relacionadas ao glúten

Buscando aumentar a conscientização sobre a doença celíaca e sua gravidade e a necessidade de toda a sociedade tratá-la com seriedade, é promovido anualmente o Maio Verde, mês de conscientização da doença celíaca. O tema deste ano, sugerido pela Federação Nacional das Associações de Celíacos do Brasil (FENACELBRA), é “Já passou da hora de levar a sério a doença celíaca”, e é destacado pelo Grupo de Celíacos de Criciúma e região, atuante na região em prol da causa celíaca e desordens relacionados ao glúten.

Para a presidente do grupo, Fernanda de Oliveira, o Maio Verde é de extrema importância para a comunidade celíaca como um momento de destaque para disseminar conhecimento a respeito da doença. “A doença celíaca é autoimune desencadeada pela ingestão do glúten e até o momento não há outro tratamento disponível a não ser a dieta totalmente isenta de glúten. Precisamos falar sobre ela, divulgar informações de como se obtém o diagnóstico, falar sobre as dificuldades e necessidades, mas principalmente, cobrar dos Poderes Públicos os nossos direitos”.

No dia 16/5 é celebrado o Dia Mundial de Conscientização sobre a Doença Celíaca. A data foi escolhida para honrar o dia de nascimento do médico Samuel Gee, primeiro pesquisador a reconhecer que os sintomas da doença celíaca estavam relacionados à dieta.

A doença celíaca é uma doença genética, autoimune, sistêmica, originada pela ingestão de glúten, que provoca inflamação e atrofia das vilosidades da mucosa intestinal, interferindo na absorção de nutrientes. O glúten é um conjunto de proteínas presentes no trigo, cevada, centeio e aveia (por contaminação cruzada). Qualquer quantidade de glúten, por mínima que seja, é prejudicial para o celíaco.

A doença celíaca pode se desenvolver em qualquer idade e etapa da vida. Por se tratar de uma doença sistêmica e crônica, a demora no diagnóstico pode afetar todo o organismo e, em alguns casos, de forma irreversível. A detecção precoce da doença é especialmente importante durante a infância para evitar complicações futuras e doenças relacionadas. Estima-se que mais de 2 milhões de brasileiros (cerca de 1% da população) sejam celíacos. Porém, de acordo com dados internacionais, cerca de 75% das pessoas com doença celíaca não estão diagnosticadas. 

*Com informações de FENACELBRA.

 

FERNANDA DE MAMAN
Jornalista – Assessoria de imprensa voluntária
(48) 98462-8988
Grupo de Celíacos de Criciúma e Região