Livro Eletrônico conta história de enchentes de Lauro Müller

O Governo do Município de Lauro Müller lançou durante a Feira do Livro deste ano, o Livro Eletrônico sobre as enchentes que atingiram o município em 1971 e 1974. A produção é da Defesa Civil em parceria com a Secretaria de Educação, contando com entrevistas feitas por alunos da rede municipal de ensino.

Foram feitas cinco entrevistas com pessoas que vivenciaram de perto as duas catástrofes e, principalmente enfocando a cheia do Rio Tubarão que destruiu a cidade em 1974. As narrativas contam sobre os estragos causados, as ações tomadas para reverter a situação, as dificuldades enfrentadas pelos atingidos e a reconstrução da cidade. Todos os entrevistados vivenciaram os desastres ambientais.

Um dos objetivos da organização do Livro Eletrônico é a materialização dos relatos para o arquivamento histórico, já que há pouca informação arquivada sobre os eventos. “Nossa intensão e criar um banco de informações históricas sobre as cheias que atingiram nossa cidade e deixar como legado para as gerações futuras. A ideia encontrada foi a organização das informações feitas em entrevistas em um arquivo eletrônico, na forma de um documentário”, afirma o Coordenador da Defesa Civil de Lauro Müller, Rafael Bonoti.

A construção do documentário foi possível através de parceria com a Secretaria de Educação, que abriu a rede municipal de ensino para a gravação dos depoimentos. “A produção aconteceu dentro do programa ‘Defesa Civil na Escola’, que foi implantado em 2017. Vimos a importância do Livro Eletrônico para a memória do município e trabalhos em conjunto com as escolas para criar as condições ideais para que o projeto pudesse acontecer”, afirma a Secretária de Educação, Heloisa Gonçalves Ribeiro Fontanella.

Para o Prefeito Valdir Fontanella, a produção do Livro Eletrônico tem importância documental, uma forma de manter vivos os acontecimentos que Lauro Müller vivenciou. “É uma forma de nos prepararmos para eventos como este. Não tínhamos a Defesa Civil naquela época. Hoje temos nosso Plano de Contingências pronto para ser posto em prática, temos a coordenação organizada. O documentário é um meio de mantermos vivos os relatos da reconstrução da cidade e o esforço dos lauromüllenses para retomar as suas vidas”, diz o prefeito.

O documentário “Município de Lauro Müller – Livro Eletrônico, enchentes de 1971 e 1974” tem cerca de 17 minutos de duração e foi exibido durante a formatura de 95 alunos do programa “Defesa Civil na Escola”, na quinta-feira passada, durante a Feira do Livro. O material também está disponível na página da prefeitura no Facebook.

Muriel Ricardo Albonico – Ascom – Município de Lauro Müller

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Eleições 2020: Prazo para envio de candidaturas aos cartórios eleitorais e internet termina neste sábado (26)

O prazo final para que partidos e coligações apresentem requerimento de registros de candidatos termina às 19h deste sábado (26). O pedido, que anteriormente...

Içara | Estudantes enviam mensagens de apoio para profissionais do Hospital São Donato

A primavera chegou diferente no Hospital São Donato. As flores que rodearam a entidade nesta quarta-feira foram produzidas pelas pequenas mãos dos estudantes da...

Auxílio Emergencial começa a ser pago a beneficiários do Bolsa Família

Até 30 de setembro, 1,6 milhão de beneficiários do Bolsa Família irão receber a primeira das quatro parcelas do lote residual do Auxílio Emergencial....

Onça-pintada é tratada com células-tronco e se recupera

Uma onça-pintada batizada de Amanaci, uma das incontáveis vítimas dos piores incêndios já registrados no Pantanal, está sendo tratada com injeções de células-tronco que...