LAGUNA | Prefeitura confirma abertura do comércio em dias úteis

Uma longa reunião realizada na tarde desta quinta-feira, 16, na sede da prefeitura de Laguna entre poder público e representantes das áreas políticas, de saúde e empresarial da cidade, definiu as bases do decreto com as medidas de enfrentamento ao coronavírus, que serão adotadas no município. A principal determinação é que o comércio abrirá apenas em dias úteis durante a quarentena de nove dias.

A informação foi confirmada pelo Portal Agora Laguna, junto ao presidente do Sindilojas, Natanael Wisintainer e ao prefeito Mauro Candemil (MDB). Por telefone, o chefe do Executivo detalhou que sairão dois decretos:

  • primeiro, que será publicado na sexta-feira, 17, é específico para este final de semana, fechando as atividades comerciais no sábado e domingo e determinando outros pontos e permissões.
  • E o outro, que valerá a partir de segunda-feira, 20, adotando a quarentena, mas permitindo a abertura de comércios entre 8h e 18h, de segunda a sexta-feira, e também definindo outras medidas.

“Após entregar um laudo técnico ao Ministério Público, assinado por profissionais da saúde, que me autorizarão a abrir o comércio das 8h às 18h, publicarei o decreto na segunda-feira, 20”, antecipou Candemil. Essa resposta técnica é para justificar o fato de não adotar o decreto conjunto formulado pelo Comitê Extraordinário Regional (CER) da Amurel, criado para acompanhar o avanço do Covid-19 na região.

Entre outras medidas, estão a permissão para que, nos finais de semana, os restaurantes e estabelecimentos de alimentação trabalhem apenas com serviço de tele-entrega (delivery).

Muita expectativa foi criada para o teor das normas que seriam aplicadas, depois de uma reunião sem consenso dos prefeitos da região da Amurel. Reunidos pela internet, os chefes de Executivo divergiram sobre o que deveria ser feito em cada município. Um documento base foi elaborado pelo Comitê Extraordinário Regional (CER) para ser adotado em conjunto, recomendando fechamento das atividades não essenciais por nove dias, incluindo o comércio.

Ao menos seis cidades, como Braço do Norte, Imbituba e Grão-Pará, não acataram as orientações do comitê e fizeram um decreto paralelo, mantendo os comércios abertos em dias úteis, a exemplo do que também chegou a ser cogitado para aplicação nos municípios da região na última semana.

O tom destoante desses municípios abriu brecha para que a quarentena de nove dias não fosse adotada por completo.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Defesa Civil afirma que não a risco estrutural ou de colapso da ponte na divisa entre Orleans e Urussanga

Ontem dia, 27 de novembro, a cabeceira da ponte da rodovia estadual SC-108, na divisa entre Orleans e Urussanga, apresentou indícios ou riscos de...

Funerária Zapelini informa o falecimento do Sr.Gercino Menegasso

Faleceu hoje (28) às 08:00hs no Hospital de  Criciúma aos 83 anos o Sr. Gercino Menegasso. Deixa esposa, 7 filhos e netos. O sepultamento...

Dois cachorros são diagnosticados com SARS-CoV-2 no Paraná

Após nove meses da pandemia do novo coronavírus no Brasil, os primeiros casos de contaminação em animais com a SARS-CoV-2, vírus causador da Covid-19,...

Produtores rurais têm até 31 de dezembro para aderir ao Cadastro Ambiental Rural

Produtores rurais têm até 31 de dezembro para fazer a adesão ao Cadastro Rural Ambiental (CAR) para que possam garantir os benefícios do Programa...