Laguna : Editado em três línguas, livro sobre Anita é lançado na cidade

Com artigos variados sobre a heroína dos dois mundos, foi lançada na noite desta quarta-feira, 19, a obra Dois Mundos e Uma Rosa Para Anita. Esse é o segundo livro publicado pelo Instituto Cultural Anita Garibaldi (CulturAnita), de Laguna, dentro da programação mundial de comemoração do Bicentenário de Anita Garibaldi.

A publicação traz a guerreira lagunense como a personagem principal de uma série de artigos e poemas compilados, o que enriquece e amplia o conhecimento literário acerca de sua figura. O livro é uma atualização do original italiano lançado em 2016 e foi editado pela entidade, com apoio do Assembleia Legislativa (Alesc) e auxílio do edital de emergência cultural da Lei Aldir Blanc, por meio da prefeitura de Laguna e Fundação Lagunense de Cultura (FLC). A obra foi feita em três línguas: italiano, português e espanhol.

O lançamento foi acompanhado por autoridades, representantes de entidades públicas e culturais do estado, e imprensa. “Esse foi mais um ato do bicentenário de Anita”, resume Adílcio Cadorin, diretor do Instituto CulturAnita e autor de um dos capítulos do novo livro. “O evento superou as expectativas. Em uma noite como a de hoje, de frio e em meio à pandemia, conseguimos ter um bom público com cerca de 60 pessoas de Tubarão, Florianópolis e principalmente de vários lagunenses que se interessam pela literatura e pela nossa heroína. Na minha concepção, foi um sucesso”, comemora. “Não podíamos deixar passar uma data tão importante em branco”, opina o prefeito Samir Ahmad.

Além das autoridades brasileiras, o evento contou com discursos gravados em vídeo dos autores italianos Andrea Antonioli, Anita Garibaldi Jalet, Gianpaolo Grilli, Giovane Tesei e Alessandro Ricci, além da uruguaia Milka Rappa, também autores da obra, que falaram sobre a importância da guerreira lagunense em seus países natais.

Todo o ato, realizado na sede do Iphan de Laguna, ocorreu com respeito às medidas sanitárias de prevenção ao novo coronavírus e ocorreu conforme as disposições dos decretos de restrição social em vigência no estado de Santa Catarina, observando o uso de máscaras, distanciamento social e disponibilidade de álcool em gel.

Conteúdo diversificado

Nas 270 páginas, o conjunto de autores apresentam uma árvore genealógica dos ascendentes e descendentes de Anita, cronologia histórica da heroína e os poemas de Garibaldi sobre Anita Garibaldi, extraídos de suas memórias. “O leitor vai poder conhecer os verdadeiros traços fisionômicos de Anita, lendo o artigo ‘Como era Anita’ que contém uma reconstituição digital baseada em relatos históricos”, detalha Cadorin. Entre os textos, Andrea Antonioli e Giampaolo Grilli discorrem sobre a construção do “mito” Anita, enquanto que a bisneta da heroína, Annita Garibaldi faz um longo relato acerca da Primeira Anita.

Antonioli e Cadorin organizaram esta edição trilingue que tem apresentações de Dario Franceschini (ministro dos Bens e Atividades Culturais da Itália), Andrea Belluzzi (secretário de Estado de San Marino), Júlio Garcia (ex-presidente da Alesc) e outras autoridades nacionais e internacionais.

Outras cidades

Ainda de acordo com o CulturAnita, está sendo preparado para as próximas semanas atos de lançamento da obra nas cidades de Tubarão, Brusque e Florianópolis, Lages, Garopaba, Imbituba e Curitibanos. Na cidade azul, o evento ocorre em parceria com a prefeitura municipal.

Já em Brusque, será uma promoção do Clube Filatélico Brusquense e na capital catarinense terá apoio da Fundação Catarinense de Cultura, da Academia Catarinense de Letras e do Instituto Histórico e Geográfico de Santa Catarina.

Aquisição

O instituto informou que está comercializando a obra a R$ 100 e para adquirir um exemplar do livro, basta procurar sua sede, na rua Raulino Horn, 174, em horário vespertino. Ou acessar a loja virtual do instituto em culturanita.org.br/loja.

Foto: Elvis Palma

ÚLTIMAS NOTÍCIAS