Laboratórios veterinários podem fabricar vacinas para Covid-19, decide Senado

Os laboratórios de produtos veterinários foram liberados pelo Senado para fabricar vacinas contra a Covid-19. A medida ainda vai passar por análise na Câmara dos Deputados, antes de passar a valer.

O texto prevê normas sanitárias para adequar a produção às exigências de biossegurança de fabricação de vacinas humanas. Além disso, as instalações usadas para produção deverão ficar separadas dos espaços destinados aos produtos veterinários.

Covid-19: entenda a importância da vacinação para conter o surgimento de novas cepas

Representantes dos fabricantes garantem que esses laboratórios têm condições e tecnologias para produzir vacinas humanas. A expectativa é que, ao menos, 23 laboratórios veterinários passem a fabricar os imunizantes contra Covid-19. No entanto, ainda não há prazos para que isso ocorra.

O país produz duas vacinas atualmente, a Coronavac do Instituto Butantan, e Oxford-Astrazeneca da Fiocruz, e espera tecnologia dos laboratórios internacionais para início da fabricação do imunizante Covishield, também da Astrazeneca, da Fundação Oswaldo Cruz.

Reportagem: Cristiano Ghorgomillos

Fonte: Brasil 61

ÚLTIMAS NOTÍCIAS