“King Kong em Asunción” vence o Festival de Cinema de Gramado

Festival de Cinema de Gramado divulgou, na noite deste sábado (26), os vencedores de sua 48ª edição, realizada de forma totalmente virtual. Por meio de cerimônia transmitida pelo Canal Brasil, pela TVE-RS e pelas redes sociais, King Kong en Asunción foi anunciado como o grande destaque da competição, tendo conquistado o Kikito de Melhor Longa Brasileiro. Além do prêmio mais esperado da noite, a produção venceu ainda as categorias de Melhor Ator, com Andrade Júnior, que morreu no ano passado, e Melhor Filme segundo o Júri Popular e Melhor Trilha Musical para Shaman Herrera.

— Eu tô muito surpreso. Acho que cinema, arte, não é corrida de cavalo, que tem melhor ou pior. Acho que todo os filmes têm seu valor. E acho que a arte está provada nesta pandemia, que sem arte a gente não suporta o peso da vida — discursou o diretor Camilo Cavalcante, por vídeo.

Outra categoria esperada entre os longas brasileiros, a de Melhor Diretor foi entregue a Ruy Guerra, por Aos Pedaços. Já a portuguesa Isabél Zuaa se destacou como atriz por Um Animal Amarelo.

Entre os curtas-metragens nacionais, O Barco e O Rio, de Bernardo Ale Abinader, foi outro destaque da premiação. A produção ganhou os Kikitos de Melhor Curta Brasileiro, Melhor Diretor, Melhor Fotografia, para Valentina Ricardo, e Melhor Direção de Arte, para Francisco Ricardo Lima Caetano.

— Eu espero que as pessoas assistam mais as nossas narrativas, as histórias do Amazonas contadas por amazonenses. Que esse prêmio sirva de inspiração para saber que podemos sim fazer cinema sobre o Amazonas, no Amazonas — comentou Bernardo, por chamada de vídeo.

Entre os longas estrangeiros, La Frontera recebeu o prêmio principal. Momento muito esperado pelos profissionais do cinema do Rio Grande do Sul, o anúncio de Melhor Curta Gaúcho levou a diretora Thais Fernades à comemoração com Portuñol.

A cerimônia de encerramento do Festival foi apresentada pelas jornalistas Marla Martins e Renata Boldrini. Das poltronas vazias do Palácio dos Festivais, o grupo Voice In e a Orquestra Sinfônica de Gramado comandaram o show durante os intervalos entre premiações.

O evento também deu espaço a artistas que têm relação com o festival, por terem conquistado Kikitos ou terem sido homenageados em anos anteriores. Ney Latorraca, Dira Paes, Antonio Pitanga, Denise Fraga e Marco Nanini, entre outros, apareceram em vídeo com comentários a respeito da importância do evento para a cultura.

Confira todos os vencedores:

Longa-metragem Brasileiro – LMB

Melhor Filme – King Kong en Asunción
Melhor Direção – Ruy Guerra, por Aos Pedaços
Melhor Ator – Andrade Júnior, por King Kong en Asunción
Melhor Atriz – Isabél Zuaa, por Um Animal Amarelo
Melhor Roteiro –  Felipe Bragança, por Um Animal Amarelo
Melhor Fotografia – Pablo Baião, por Aos Pedaços
Melhor Montagem – Eduardo Gripa, por Me Chama Que Eu Vou
Melhor Trilha Musical – Salloma Salomão, por Todos os Mortos, e Shaman Herrera, por King Kong en Asunción
Melhor Direção de Arte – Dina Salem Levy, por Um Animal Amarelo
Melhor Atriz Coadjuvante – Alaíde Costa, por Todos os Mortos
Melhor Ator Coadjuvante – Thomás Aquino, por Todos os Mortos
Melhor Desenho de Som – Bernardo Uzeda, por Aos Pedaços
Prêmio Especial do Júri: Elisa Lucinda, por Por que você não chora?
Menção Honrosa do Júri: Higor Campagnaro, por Um Animal Amarelo

Longa-metragem Estrangeiro – LME

Melhor Filme – La Frontera
Melhor Direção – Mariana Viñoles, por El gran viage al país pequeño
Melhor Ator – Anibal Ortiz, por Matar a un Muerto
Melhor Atriz – Daylin Vega Moreno (Diana), Sheila Monterola (Chalis), por La Frontera
Melhor Roteiro – David David, por La Frontera
Melhor Fotografia – Nicolas Trovato, por El Silencio del Cazador
Prêmio Especial do Júri: El Gran Viaje al País Pequeño

Longa-metragem Gaúcho – LMG

Melhor Filme – Portuñol, de Thaís Fernandes

Curta-metragem Brasileiro – CMB

Melhor Filme – O Barco e o Rio
Melhor Direção – Bernardo Ale Abinader, por  O Barco e o Rio
Melhor Ator – Daniel Veiga, por Você Tem Olhos TTristes
Melhor Atriz – Luciana Souza, Inabitável
Melhor Roteiro – Inabitável,  Matheus Farias e Enock Carvalho
Melhor Fotografia – O Barco e o Rio, para Valentina Ricardo
Melhor Montagem – Você Tem Olhos Tristes, para Ana Júlia Travia
Melhor Trilha  Musical – Atordoado, eu permaneço atento, para Hakaima Sadamitsu, M. Takara
Melhor Direção de Arte – O Barco e o Rio, para Francisco Ricardo Lima Caetano
Melhor Desenho de Som – Receita de Caranguejo, Isadora Torres e Vinicius Prado Martins
Prêmio especial do júri: Preta Ferreira, por Receita de Caranguejo

Júri Popular

Curta Brasileiro: O Barco e o Rio, de Bernardo Ale Abinader
Longa Estrangeiro: El gran viaje al país pequeño, de Mariana Viñoles
Longa Brasileiro: King Kong en Asunción, de Camilo Cavalcante

Júri da Crítica

Curta Brasileiro: Inabitável
Longa Estrangeiro: El Gran Viaje al País Pequeño
Longa Brasileiro: Um Animal Amarelo

Esta informação é do GZH Cinema

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Governo lança iniciativa para simplificar regras trabalhistas

Com o objetivo de eliminar a burocracia no setor produtivo, o Governo Federal lançou o Descomplica Trabalhista. Por meio do programa, dois mil documentos...

Bashkir Curly: os cavalos ‘labradores’ cacheados que parecem seres de outro planeta

Conhecidos como Bashkir Curlies, American Bashkir Curlies e North American Curly Horses, os Curly Horses (cavalos cacheados), em tradução livre) são uma raça especial de equinos. Existentes em diversos...

Homem que jogou soda cáustica em ex-namorada é condenado a oito anos de prisão

Condenação foi por tentativa de feminicídio. Vítima sofreu ferimentos graves e ficou com sequelas. O Tribunal de Júri da Comarca de Indaial condenou, na quinta-feira...

Polícia Civil cumpre prisão preventiva de advogada suspeita de integrar organização criminosa

A Polícia Civil cumpriu a prisão preventiva expedida pela Justiça contra uma advogada suspeita de integrar uma facção criminosa em Santa Catarina e de...