Júri condenou por feminicídio a mais de 52 anos de prisão homem que matou adolescente de 14 anos

O crime ocorreu em setembro de 2019 em Passo de Torres, no Sul do estado, quando o réu matou a menina para se vingar da mãe dela, de quem fora namorado, por não aceitar que a mulher havia iniciado outro relacionamento.

O Tribunal do Júri da Comarca de Santa Rosa do Sul condenou a 52 anos de reclusão em regime inicial fechado Jeferson de Quadro Peres pelo feminicídio de uma adolescente de 14 anos, por motivo torpe e meio cruel, atendendo ao posicionamento do Ministério Público de Santa Catartina (MPSC), que o denunciou em outubro de 2019, menos de um mês após o crime.

Segundo a denúncia, a adolescente desapareceu no dia 13 de setembro daquele ano, em Maracajá, onde residia. Seu corpo foi encontrado no dia seguinte, em uma plantação de eucaliptos em Passo de Torres, cidade distante cerca de 70 quilômetros de sua casa.

As investigações concluíram que o ex-namorado da mãe da vítima, que chegou a participar do velório para disfarçar a autoria, praticou o crime por vingança à ex-namorada diante do suposto início de outro relacionamento após o término do namoro. Segundo o Instituto Geral de Perícias (IGP), a vítima teria sido atingida por mais de 60 facadas.

O condenado já estava preso, em prisão preventiva pedida pelo MPSC, em virtude da gravidade do crime e das provas contundentes da autoria, para evitar que o réu influenciasse testemunhas pelo medo e para garantir a aplicação da lei penal.

Fonte: Coordenadoria de Comunicação Social | MPSC

Erro, não existe o grupo! Verifique sua sintaxe! (ID: 4)
Erro, não existe o grupo! Verifique sua sintaxe! (ID: 5)

ÚLTIMAS NOTÍCIAS