Jovem mata a mãe e faz festa com o corpo ainda em casa em Joinville

A Polícia Civil decretou a prisão preventiva de um jovem de 20 anos que matou a própria mãe, na cidade de Joinville.

Leonardo Schmitz Tasca confessou ter dado um golpe de mata-leão em Albertina Schmitz Tasca, de 61 anos, que acabou morrendo na casa da família.

O assassinato aconteceu na madrugada do dia 2 de janeiro (sábado), mas só foi descoberto na última quarta-feira (6), quando a filha mais velha da vítima encontrou o corpo da mãe coberto por um lençol em um banheiro da casa, que fica no bairro Iririú.

Segundo o delegado de Polícia Civil, Roberto Patella Júnior, o rapaz não se mostrou arrependido no depoimento.

Além de tirar a vida da própria da mãe, ele ainda teria furtado duas televisões 50 polegadas, o carro de Albertina e ter feito festas no fim de semana na casa.

“Ele se valeu que a mãe se virou de costas e deu um mata-leão nela. Conforme Leonardo contou, ela não esboçou reação, não gritou. Quando percebeu, ela já estava morta. Ele cobriu o corpo dela, trancou o quarto e furtou os dois televisores da residência para vendê-los”, afirmou o delegado.

O veículo foi localizado nas proximidades da Rua Papa João XVIII, no bairro Boa Vista, e na tentativa de abordagem pelos policiais, três homens abandonaram o carro e se evadiram para dentro de um cemitério.

Eles foram encontrados logo depois pelo helicóptero Águia e abordados pelos policiais quando tentavam fugir pela rua dos fundos.

Albertina Schmitz Tasca | Foto: Reprodução/Facebook

Um dos homens foi identificado como filho da vítima, que tinha passagem criminal por furto e lesão corporal. Junto com ele, estavam dois menores de idade.

Leonardo Schmitz Tasca está preso no Presídio Regional de Joinville.

Com informações da Polícia Civil

ÚLTIMAS NOTÍCIAS