Hospital do Rio Maina recebe dois respiradores doados pela JBS

Nesta segunda-feira (29), a JBS entrega dois respiradores ao Fundo Municipal de Saúde de Criciúma (SC), que serão utilizados para apoiar o sistema de saúde da região no enfrentamento à pandemia causada pelo novo coronavírus. Essa é mais uma doação da empresa para a cidade dentro do seu programa de responsabilidade social, “Fazer o Bem Faz Bem – Alimentando o Mundo com Solidariedade”.

Desde o ano passado, Criciúma já recebeu, tanto via Fundo Municipal de Saúde quanto por intermédio da Secretaria de Estado da Saúde, uma ambulância, 14 monitores de sinais vitais, 10 camas de UTI, 10 mil litros de álcool em gel e 82 mil equipamentos de proteção individual (EPIs), como aventais, luvas de procedimento, máscaras N95, propés, toucas e viseiras faciais. Ainda foram direcionados 500 cartões de alimentação para a Associação Beneficente Nossa Casa, localizada no município.

Criciúma é uma das mais de 310 cidades beneficiadas pelo programa no Brasil. Em Santa Catarina, a JBS doou R$ 28 milhões, sendo R$ 10 milhões para o Estado e R$ 18 milhões para 40 municípios catarinenses, beneficiando mais de 3,5 milhões de pessoas.

“Fazer o Bem Faz Bem – Alimentando o Mundo com Solidariedade”

Os R$ 400 milhões doados pela JBS contra a pandemia no Brasil estão sendo aplicados nas três frentes de atuação do programa – saúde, assistência social e ciência. A estimativa é que mais de 77 milhões de pessoas sejam beneficiadas com as ações.

A alocação dos recursos considerou um diagnóstico feito com sistemas de saúde municipais e estaduais e incluiu entrevistas e análise de dados. Essas informações foram avaliadas por especialistas dos três comitês independentes do programa da JBS nas áreas de saúde, social e ciência e que, com larga experiência em seus respectivos setores de atuação, apoiaram na definição das ações e projetos atendidos.

Saiba mais sobre o programa no site jbs.com.br/fazerobemfazbem.

Sobre a JBS

A JBS é a segunda maior companhia de alimentos do mundo e a maior de proteína animal. Com uma plataforma global diversificada por geografia e por tipos de produtos (aves, suínos, bovinos e ovinos), a Companhia conta com mais de 250 mil colaboradores, em unidades de produção e escritórios em todos os continentes, em países como Brasil, EUA, Canadá, Reino Unido, Austrália, China, entre outros. No Brasil são mais de 145 mil colaboradores, sendo a empresa a maior empregadora do país. No mundo todo, a JBS oferece um amplo portfólio de marcas reconhecidas pela excelência e inovação: Swift, Pilgrim’s Pride, Seara, Moy Park, Friboi, Primo, Just Bare, entre muitas outras, que chegam todos os dias às mesas de consumidores em 190 países.

A Companhia investe também em negócios correlacionados, como couros, biodiesel, colágeno, higiene pessoal e limpeza, envoltórios naturais, soluções em gestão de resíduos sólidos, reciclagem, embalagens metálicas e transportes. A JBS conduz suas operações com foco na alta qualidade e na segurança dos alimentos e adota as melhores práticas de sustentabilidade e bem-estar animal em toda sua cadeia de valor. O programa Juntos pela Amazônia integra esse compromisso.

Além de fomentar o desenvolvimento sustentável do bioma amazônico, promovendo a conservação e uso sustentável da floresta, prevê a melhoria da qualidade de vida da população que nela reside, bem como o desenvolvimento de novas tecnologias para preservar o meio ambiente. Com a implementação de uma plataforma blockchain, inédita no setor de proteína animal, ampliará o monitoramento dos fornecedores diretos da JBS para os fornecedores deles.

Colaboração: Alfa Comunicação e Conteúdo/Assessoria de Imprensa JBS para SC

ÚLTIMAS NOTÍCIAS