Governo Federal proíbe queimadas em todo o país por 120 dias

O presidente Jair Bolsonaro assinou decreto que proíbe as queimadas em todo o país por 120 dias. A norma vale desde a última quinta-feira (16) e consta no Diário Oficial da União. A medida vem após a Amazônia registra recorde de desmatamento no mês de junho desde 2015.

Em nota enviada à imprensa, a Secretaria Geral da Presidência da República informou que a maior incidência de queimadas ocorre entre agosto e outubro. O decreto suspende a permissão do emprego do fogo, prevista em um outro decreto do ano de 1998. Apenas em alguns casos específicos, a prática será permitida, de acordo com a norma.

São eles: práticas de prevenção e combate a incêndios feitos ou supervisionados por instituições públicas; práticas agrícolas de subsistência executadas pelas populações tradicionais e indígenas; atividades de pesquisa científica autorizadas pelo órgão ambiental competente; controle fitossanitário, desde que autorizado pelo órgão ambiental e queimas controladas em áreas fora da Amazônia Legal e do Pantanal, quando imprescindíveis à realização de práticas agrícolas.

Fonte: Brasil 61

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Maratona de inovação trouxe inúmeras soluções para combater a violência doméstica

“Essa maratona mudou a minha vida!” – é assim que diversos participantes definiram o 1º Inovathon de Combate à Violência Doméstica no Brasil. Foram...

Dez mil voluntários serão testados contra a Covid-19 em nova fase

A vacina para combater a Covid-19 que possui os testes mais avançados no mundo, segundo o Ministério da Saúde, é a Oxford-Astrazeneca, que também...

Boletim Covid-19 do hospital São Donato de Içara

O Hospital São Donato tem 10 leitos ocupados para tratamento de coronavírus ou suspeita: LEITOS OCUPADOS NA UTI: 5 - CASOS CONFIRMADOS (5) - CASOS SUSPEITOS (0) LEITOS OCUPADOS NA CLÍNICA:...

TST aprova reajuste e determina o fim da greve dos Correios

O Tribunal Superior do Trabalho (TST) decidiu nesta segunda-feira, 21, que os funcionários dos Correios devem receber um reajuste de 2,6% e retomar as atividades a partir desta...