Governo do Estado lança campanha de prevenção ao estelionato

Segundo pesquisa da Secretaria de Segurança Pública, informação é a medida mais eficaz no combate aos golpes virtuais

O estelionato, um crime que apresentava uma média de 12 mil casos por ano no Estado, saltou para 48.274 casos em 2020, período de isolamento social devido às restrições para conter o avanço do coronavírus, um aumento de 85% e a previsão é de que até o final deste ano o número seja ainda maior.

Os dados são analisados todas as semanas pelo Colegiado Superior de Segurança Pública e Perícia Oficial de SC e, para esse crime, segundo pesquisa da Diretoria de Inteligência e Estatística (DINI) da Secretaria de Segurança Pública, 97% deles não teriam ocorrido se a vítima tivesse algum conhecimento sobre os golpes.

Como a informação é a medida mais eficaz no combate a este crime, o governo do Estado lança a campanha de prevenção ao estelionato “Desconfie sempre, não caia em golpes”. Nela, são mostradas as maneiras usadas pelos criminosos para enganar as vítimas. Junto ao material, a população tem acesso à cartilha informativa da Polícia Civil contendo os principais golpes realizados no Estado, dicas de como se prevenir a cada um deles e orientações de como agir caso a pessoa já tenha sido vítima.

“O Colegiado vem fazendo um trabalho muito eficaz no combate e redução dos índices criminais em Santa Catarina, por isso, fizemos o maior investimento da história em Segurança Pública. Estamos, não somente investindo em armas, viaturas e efetivo, mas estamos investindo também em inteligência e campanhas de alerta e prevenção de crimes, como este dos crimes virtuais”, disse o governador Carlos Moisés da Silva.

“Vínhamos monitorando os casos de estelionato virtual desde o início da pandemia e depois dos estudos realizados pela Diretoria de Inteligência foi confirmado que, neste caso em específico, a ação mais eficaz para diminuir a ação dos criminosos é a informação, por isso a campanha é de extrema importância para prevenir, alertar e informar a sociedade”, afirmou o presidente do Colegiado Superior de Segurança Pública e Perícia Oficial de SC, Coronel BM Charles Alexandre Vieira.

De acordo com levantamento feito pela DINI, os golpes mais recorrentes em Santa Catarina são: clonagem do whatsapp, anúncio de compra e venda de veículos, duplicação de perfil de whatsapp, compras pela internet de maneira geral, falso empréstimo, clonagem de cartão e anúncio de imóveis.

Polícia Civil produz conteúdo informativo como prevenção

Compartilhar conhecimento como uma potente ferramenta contra crimes virtuais de estelionato. Este é o pensamento que embasou o conteúdo informativo “Proteja-se de golpes” editado pela Polícia Civil de Santa Catarina. O material elenca 17 tipos de golpes praticados no Estado e País, foi disponibilizado no site da Instituição (www.pc.sc.gov.br) e redes sociais.

“Há dicas de prevenção como a necessidade de criar uma condição de desconfiança e cautela, além de orientações do que fazer caso tenha sido alvo de ação criminosa”, destaca o Delegado Geral da Polícia Civil de Santa Catarina, Paulo Koerich.

ea72cba3 a859 42f0 81dd b03603fc9ced

8a1dce4b 9ee7 471b b091 f541b682dcf9

6db4d3d3 6a3d 4156 a42f 8b52a610794a

b07f6a73 789e 462e b905 222e5fd2b672

c074056c 169f 4f6a 8dfa 52cc3ea996c8

f230c78a 5a0d 40b1 ba2a 01f7b2a840e4

(Fonte: Assessoria de Imprensa da SSP)

Erro, não existe o grupo! Verifique sua sintaxe! (ID: 4)
Erro, não existe o grupo! Verifique sua sintaxe! (ID: 5)

ÚLTIMAS NOTÍCIAS