Gaúchos são a maioria nos hotéis de Laguna e Imbituba

Mesmo com o cancelamento dos eventos de Carnaval em todo o país em decorrência da pandemia de coronavírus, o final de semana, que será prolongado para muitas pessoas, deve ser de movimentação mais intensa nas praias da região. De acordo com dois hotéis, em Laguna e Imbituba, os gaúchos são a maioria nas reservas para o feriadão.

Conforme Roger Gustavo, do Ficare Laguna Tourist Hotel, o local está trabalhando com a capacidade reduzida para 70%, seguindo os protocolos determinados. “Mas estamos com uma grande procura e com um bom número de reservas. Turistas do Rio Grande do Sul são a maioria”, diz.

Já em Imbituba, Adilson Silvestre, do Silvestre Praia Hotel e presidente da Acim (Associação Empresarial), diz que a ocupação está em 60% e que os gaúchos também detêm a maioria das reservas. “Os números de janeiro são 30% menores que no ano passado, isso valendo também para o Carnaval. Mas dentro de um cenário de pandemia, não podemos reclamar. A quantidade de hóspedes e o movimento estão dentro da expectativa”, avalia

No Estado, não haverá ponto facultativo, e tanto órgãos do governo quanto o comércio funcionarão normalmente. O fluxo de turistas também não deve ser tão intenso quanto nas temporadas anteriores. De acordo com o secretário de Turismo de Laguna, Mello Júnior, claro que a pandemia trouxe uma queda bastante grande em relação aos anos anteriores, mas a cidade já começa a ter movimento desde já. “Para tanto, estamos com um uma programação que será voltada para a conscientização sobre os cuidados necessários para evitar o aumento na proliferação do coronavírus. Queremos atender bem os visitantes e veranistas, mas mantendo todos os cuidados”, pontua.

Contra aglomerações

Em Imbituba, também haverá um trabalho de orientação contra as aglomerações na Praia do Rosa. As equipes do município estarão de prontidão no balneário registrando as irregularidades, para o devido encaminhamento ao Ministério Público estadual. O trabalho contará com a colaboração das equipes de Vigilância em Saúde e dos fiscais covid-19, apoiados pelas polícias Civil e Militar. O trabalho de orientação será realizado em estabelecimentos comerciais e nas praias (Rosa Sul e Norte).

Com informações do Diário do Sul

ÚLTIMAS NOTÍCIAS