Fundo Geral do Turismo já empenhou R$ 1,4 bi em linha de crédito para socorrer empresas do setor na pandemia

O Fundo Geral do Turismo (Fungetur) já empenhou R$ 1,4 bilhão em linha de crédito para socorrer empresas ligadas ao setor na pandemia da Covid-19. Apenas no sete primeiros meses deste ano, registrou-se aumento de 400% nos contratos firmados na comparação com todo o ano passado. Já em relação a 2018, o crescimento de operações contratadas é de 2610%.

Entre janeiro e julho deste ano, as empresas contrataram 1301 operações de crédito. Do total, 851 contratos foram para capital de giro, 428 para aquisição de bens, 13 para obras e 9 para bens/capital de giro ou bens/obra. Cerca de 97% delas por micro e pequenas empresas. Em maio, a Medida Provisória 963 destinou R$ 5 bilhões para socorrer o setor. O Ministério do Turismo fala que é a maior operação de crédito da história para o setor no país.

Segundo a MP, as empresas das seguintes áreas podem solicitar crédito: acampamento turístico, agências de turismo, meios de hospedagem, parques temáticos, transportadora turística, casas de espetáculos e equipamentos de animação turística, centro de convenções, empreendimento de apoio ao turismo náutico ou à pesca desportiva, empreendimento de entretenimento e lazer e parques aquáticos, locadora de veículos, organizador(a) de eventos, prestador de serviços de infraestrutura de apoio a eventos, prestador especializado em segmentos turísticos, além de restaurantes, cafeterias e bares.

Reportagem: Felipe Moura

Fonte: Brasil 61

ÚLTIMAS NOTÍCIAS