Fé leva jovem a caminhar por 48 km, até a estátua de NS Aparecida em Treze de Maio

O dia começava a clarear quando Nilvado Nazário Floriano Júnior, de 25 anos, deixou pelo segundo ano consecutivo sua casa no bairro São Martinho, em Tubarão, rumo à estátua de Nossa Senhora Aparecida, em Treze de Maio. Movido pela fé, em prol da saúde de sua mãe, o tubaronense percorreu ontem, a pé, 48 quilômetros para agradecer uma graça à santa de devoção.

“Esta já é a segunda vez que fui caminhando até a santa. Já tinha ouvido falar de pessoas que faziam essa penitência e tinha vontade de ir. Mas, foi no ano passado que esse desejo saiu do papel. Minha mãe Eolita estava doente e não havia diagnóstico. Enchi-me de força e, no dia de Nossa Senhora, fui caminhando até Treze de Maio para pedir para que achassem o que a mãe tinha. Sem encontrar um grupo para ir comigo, procurei uma rota e fui sozinho”, lembra o tubaronense.

Por mais de oito horas, Nivaldo caminhou até chegar à colina onde está a estátua da santa. “Nesse dia prometi que se a mãe melhorasse, no próximo ano, ou seja, agora em 2021, iria voltar com ela para agradecer”, detalha o fiel. E assim o fez. Ontem, com uma sobrinha, munido de um cajado, mochila nas costas e com o coração cheio de gratidão, encarou novamente a caminhada até a santa, por cerca de 48 quilômetros.

“O mais emocionante foi chegar na estátua e, dessa vez, encontrar minha mãe lá, à minha espera. Apenas agradecer. Ela hoje está bem e recuperada. A minha fé e a dela nos motivaram e gratidão é tudo que sinto. Valeu a pena todo esforço, bolhas no pé e cansaço de tantas horas de caminhada”, revela Nivaldo.

Para os próximos anos, Nivaldo diz que seu desejo é realizar a caminhada em homenagem à Nossa Senhora Aparecida. “Muitos acham que é besteira, chegaram a me criticar. Mas para mim é um ato de fé e penitência. Não me arrependo e faria tudo de novo. É gratificante chegar lá e agradecer”, diz.

Devotos peregrinam até Santa
No dia de Nossa Senhora Aparecida, celebrado ontem, Treze de Maio recebe milhares de fiéis que buscam uma aproximação com a padroeira, seja para agradecer uma graça alcançada ou pedir proteção. O município possui a imagem da padroeira do Brasil, com 13 metros de altura, que fica situada no alto do morro de São João de Urussanga Baixa. A subida até a estátua é íngreme e estreita. Muitos católicos preferem fazer o trajeto a pé, saindo de suas casas e indo em direção à imagem da padroeira, enfrentando horas e quilômetros de caminhada, para demonstrar a força da devoção.

DS

Foto: Divulgação

ÚLTIMAS NOTÍCIAS