EUA têm correria e desespero após ataque com 10 mortos

Um tiroteio em massa deixou 10 mortos em um supermercado na cidade de Boulder, no Colorado, nos Estados Unidos, no final da tarde de segunda-feira (23). As autoridades americanas não deram informações sobre as vítimas, mas um policial de 51 anos, Eric Talley, o primeiro a chegar no local da ocorrência, está entre os mortos.

“A primeira coisa que eu quero dizer é que os corações da comunidade estão com as vítimas desse incidente horrível. Nós sabemos de 10 fatalidades no local, incluindo um dos nossos policiais de Boulder, Eric Talley”, disse a chefe de polícia, Maris Herold, horas mais tarde durante uma coletiva de imprensa.

“Eu também quero destacar o tanto que lamento pelas vítimas que foram mortas no mercado. Essas eram pessoas que estavam seguindo com seu dia, comprando comida e tiveram suas vidas ceifadas de forma abrupta pelo atirador, que está agora sob custódia”, disse o promotor de Boulder, Michael Dogherty.

O suspeito não teve a identidade revelada, mas vídeos após o ataque mostram um homem sem camisa e apenas de cueca sendo levado pela polícia algemado, com um ferimento na perna.

Esse é o segundo tiroteio no país em uma semana. O primeiro aconteceu em Atlanta, onde 8 pessoas da comunidade asiática foram mortas por um jovem de 21 anos. Ainda não se sabe a motivação do atentado em Boulder.

“Como mencionado antes, o atirador está sob custódia. Ele foi ferido. Pensando no julgamento deste caso, nós vamos ser muito cuidadosos com a cena do crime e como vamos seguir com essa investigação. Nós devemos isso às famílias das vítimas, todas elas, para garantir que a justiça seja feita. E eu prometo a vocês, esse é nosso compromisso e vamos trabalhar incansavelmente para isso”, prometeu o promotor.

R7

Foto: Michael Ciaglo/USA Today Network/Reuters

 

ÚLTIMAS NOTÍCIAS