Emprego | CNC estima queda na oferta de vagas temporárias no fim de ano

Melhor não contar com as vagas de emprego temporárias de fim de ano: a crise provocada pela pandemia da covid-19 pode fazer com que a oferta de vagas temporárias no comércio para o período das festas de natal e fim de ano seja a menor desde 2015, estima a Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC).

Segundo a CNC, neste fim de ano, o comércio deverá contratar 70,7 mil trabalhadores temporários para atender ao aumento sazonal das vendas.

O número é 19,7% menor do que o registrado em 2019 (88 mil). O natal é a principal data comemorativa do varejo e deve movimentar R$ 37,5 bilhões em 2020.

O presidente da CNC, José Roberto Tadros, disse que, mesmo impulsionado pelo e-commerce (comércio eletrônico), o varejo ainda sente os efeitos das condições de consumo em meio à pandemia.

Ele destacou que a intensificação das ações de venda on line tem ajudado na recuperação gradual do varejo nos últimos meses e também será um dos impulsionadores das vendas para o natal.

“Porém, apesar de o comércio eletrônico ter crescido bastante, as vendas em shopping centers vêm registrando retração, e isso impacta diretamente no número de temporários contratados, em especial os vendedores.”

As lojas de roupas e calçados, que historicamente respondem pela maior parte dos empregos temporários neste período do ano, deverão ofertar 30,7 mil vagas em 2020.

Segundo o economista Fabio Bentes, responsável pelo estudo da CNC, o total equivale a pouco mais da metade dos 59,2 mil postos de trabalho criados em 2019.

“Esse ramo do varejo vem apresentando mais dificuldades para recuperar o nível de vendas anterior ao início do surto de covid-19”, disse Bentes. Somados ao ramo de vestuário, as lojas de artigos de uso pessoal e doméstico (13,7 mil) e os hipermercados e supermercados (13,4 mil) deverão responder por quase 82% das vagas oferecidas pelo varejo no Natal.

A CNC estimou em R$ 1.319 o salário médio de admissão para as vagas temporárias no natal, 4,6% acima da remuneração para esse tipo de emprego no ano passado.

Os maiores salários são esperados nas lojas especializadas em produtos de informática e comunicação (R$ 1.618) e de artigos farmacêuticos, perfumaria e cosméticos (R$ 1.602). Tais segmentos, contudo, deverão responder por apenas 7% das vagas.

Reportagem: Por Pedro Leal

OCP News

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Região sul terá 21 cursos gratuitos do Senar/SC em dezembro

Durante todo mês de dezembro, os produtores da região sul catarinense receberão 21 cursos gratuitos em 13 municípios. As capacitações são promovidas pelo Serviço Nacional de...

Defesa Civil Nacional repassa R$ 1,78 milhão para apoio a três estados

"Recursos federais são destinados a municípios do Rio de Janeiro, Bahia e Santa Catarina atingidos por chuvas fortes e vendavais". Brasília-DF, 26/11/2020 – O Ministério...

Residência é destruída pelo fogo no bairro da Estação em Urussanga

Uma residência foi destruía pelo fogo na tarde desta quinta-feira (26), em Urussanga. O Corpo de Bombeiros Militar (CBM) foi acionado para combater as...

Covid – Criciúma decreta situação de Calamidade Pública

Diante do aumento de casos de Covid-19 e lotaçao dos hospitais, e devido à necessidade de monitoramento permanente da pandemia e elevação dos gastos...