Em Laguna, 81% dos imóveis vistoriados apresentam irregularidades nas ligações de esgoto

Desde janeiro deste ano, o programa ambiental Trato por Laguna vistoriou 2.357 imóveis e constatou que 81% deles apresentaram alguma situação irregular em suas ligações hidrossanitárias na Cidade Juliana. A inciativa, liderada pela Casan e executada pela empresa JPR Ambiental, tem o objetivo de regularizar a ligação das residências à rede de esgoto. 434 imóveis já se adequaram e receberam um certificado de regularização.

Os problemas mais comuns, repetindo-se em mais da metade dos imóveis inspecionados, estão relacionados à caixa de gordura, principalmente pela ausência do dispositivo ou inconformidade com as normas técnicas.

Esgoto conectado à rede de drenagem pluvial, uma das irregularidades mais graves, considerada crime ambiental pela legislação, foi encontrado em 90 imóveis vistoriados pelo Trato por Laguna.

Ligações sanitárias inadequadas podem causar entupimento das redes públicas de esgoto e de drenagem, vazamento de esgoto na rua, contaminação das praias e proliferação de doenças.

“Muitas obras de regularização estão em andamento pelos bairros, e os moradores estão fazendo a sua parte para melhorar o saneamento básico de Laguna”, afirma o engenheiro Rodrigo Miranda da JPR Ambiental.

Uma lista de imóveis que receberam o comunicado e não agendaram ou recusaram as vistorias do programa foi entregue à Vigilância Sanitária, podendo gerar multa.

Números do Trato por Laguna:

  • 2.357 vistorias
  • 1.496 – problemas na caixa de gordura
  • 551 – fossa na rede de esgoto
  • 413 – pluvial na rede de esgoto
  • 259 – não conectado na rede
  • 90 – esgoto na rede pluvial
  • 434 imóveis já se regularizaram

ÚLTIMAS NOTÍCIAS