InícioÚltimas do Olhar do SulEducação transforma vida de ex-moradores em situação de rua no ES

Educação transforma vida de ex-moradores em situação de rua no ES

Das ruas para a sala de aula! A educação é transformadora e mudou a vida desses dois ex-moradores em situação de rua. Eles foram aprovados no Ifes, o Instituto Federal do Espírito Santo. Olha que virada!

Eles voltaram a estudar por meio das aulas na Educação de Jovens e Adultos (EJA). Jurandir Parrilha, de 67 anos, e Dermeval Cardoso, de 56, viviam nas ruas de Vitória, no Espírito Santo, sem muita perspectiva de vida, mas tudo mudou. O acesso à educação foi fundamental para a chavinha do sucesso.

Dermeval foi aprovado no curso técnico em Segurança do Trabalho, já Jurandir, cursa Hospedagem. Ambos querem se qualificar e esquecer o passado. Ao todo, em Vitória, 14 ex-moradores em situação de rua foram aprovados no Instituto.

Dormia no banco da praça

Jurandir morou nas ruas de Vitória durante um bom tempo. Frio, fome e insegurança eram rotina e o rapaz se via sem rumo depois de ter vindo de São Paulo.

Os problemas com alcoolismo apareceram e o homem acabou entrando em depressão. Dormindo em bancos na Praia do Canto, região nobre da cidade, um dia Jurandir recebeu um convite especial.

Era um motorista de aplicativo, com a ajuda de uma assistente social, que o encaminhou para um abrigo. A mudança começou por lá!

Aprovação no Ifes

“Fui para o abrigo porque queria tomar um banho e ter onde ficar. Não imaginava que poderia chegar a ser aprovado no Ifes”, contou o estudante.

O que era só um banho virou uma vaguinha no Ifes, umas das instituições mais concorridas do Estado inteiro!

No abrigo, o rapaz teve acesso a aulas do EJA e todo o esforço, no final, valeu bastante.

Perda familiar

Demerval Cardoso é outro caso de sucesso.

Diferentemente de Jurandir, o estudante é natural de Linhares, Norte do Espírito Santo.

Chegou na capital em 2011 e enfrentou momentos difíceis após o falecimento da mãe.

Demerval passou então a viver na Cidade Alta e frequentou várias instituições em Guarapari e Piúma.

A volta aos estudos

Transferido para um abrigo em Santa Lúcia, o homem retornou aos estudos com o EJA e assim como Jurandir, também foi aprovado no Ifes!

O segredo? Força de vontade, diz ele.

“Tem que ter força de vontade, saber o que a gente quer, focar e falar ‘eu quero sair da rua’. Tem que estar disposto a ir para o abrigo e seguir as regras, focando no seu objetivo. O meu era o estudo. Eu me esforcei e consegui”, contou Demerval.

Agora, com a vida encaminhada, ele faz planos.

“Estou bem focado. Quero arrumar um emprego, alugar uma casinha e, mais para frente, encontrar uma companheira”, planejou.

Leia mais notícia boa

Os próximos resgatados

Em Vitória, a abordagem a moradores em situação de rua é realizada por uma equipe multidisciplinar. São psicólogos, educadores e assistentes sociais que trabalham para atender demandas de maneiras individualizadas de cada cidadão.

Ao chegarem nos abrigos, os moradores recebem assistência psicológica, kit higiene, suporte e orientação.

“Nosso grande objetivo, através de parcerias, cursos e orientação, é passar para as pessoas que elas podem, sim, mudar de vida”, explicou Rodrigo Trindade.

Para Marcus Vinícius Cardoso Podestá, pedagogo do Programa Nacional de Integração da Educação Profissional com a Educação Básica na Modalidade de Educação de Jovens e Adultos (Projea), do Ifes Vitória, disse que a instituição tem cursos técnicos integrados ao ensino médio.

“Muitos alunos buscam o curso. Porém, mais que uma formação técnica, os estudantes encontram uma formação integral que permite a eles seguir para outros caminhos, como o acesso a uma universidade, ao mercado de trabalho ou mesmo ao empreendedorismo”, explicou.

Com a educação voltada para jovens e adultos, os dois mudaram de vida. Foto: Reprodução/Ricardo Medeiros.

Com a educação voltada para jovens e adultos, os dois mudaram de vida. Foto: Reprodução/Ricardo Medeiros.

Com informações de A Gazeta.

Espalhe notícia boa!