Educação de Içara faz campanha contra evasão escolar

Levar as crianças e jovens de volta aos bancos escolares, melhorar o desempenho de aprendizagem e combater a evasão escolar é o objetivo de uma campanha de conscientização promovida pela secretaria de Educação de Içara. Atualmente, 75% dos alunos da rede municipal estão no sistema híbrido, com atividades presenciais e on-line, enquanto os outros 25% não retornaram às escolas, seguindo apenas no ensino remoto.

“Esse grupo que está remoto é o que nos preocupa um pouco mais. Na segunda-feira, as famílias que não têm acesso à internet pegam as atividades impressas e levam para que os alunos as realizem. Quando esse material retorna, é registrada a frequência do aluno, mas se não há a devolutiva, significa que esse aluno está tendo faltas. Gestores e professores têm trabalhado muito para evitar isso”, explica a secretária Rose Reynaud.

“Entendemos que estamos em uma pandemia, que existem riscos, mas a escola é um lugar muito seguro, porque cumprimos todas as medidas sanitárias. Para a aprendizagem, a interação com os colegas é muito importante. Se a criança ficar só em casa, estará privada desse estímulo e isso trará prejuízos. O objetivo da campanha é que o pai tome consciência de que lugar de criança é na escola e que é na escola que a criança vai ter uma aprendizagem mais significativa”, acrescenta.

A secretária aponta que a evasão escolar pode desencadear uma série de problemas, como baixa autoestima e pouco desenvolvimento. “Além da falta de trabalho no futuro, baixa remuneração, e isso vai gerando um ciclo de pobreza e exclusão maior do que já temos”, afirma. Segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a quantidade de alunos, com idades entre seis e 17 anos, que abandonaram as instituições de ensino foi de 1,38 milhão no ano passado, o que representa 3,8% dos estudantes. No ano anterior, a média nacional ficou em 2%.

Com informações do Portal Litoral Sul

ÚLTIMAS NOTÍCIAS