Documentários de Jornalismo da Satc estão disponíveis no Spotify

O curso de Jornalismo da Faculdade Satc está com mais uma novidade para os acadêmicos. Agora, os documentários radiofônicos produzidos pelos alunos estão disponíveis em formato de podcast no Spotify. A iniciativa visa enaltecer os trabalhos dos alunos e possibilitar que o público de fora também tenha acesso aos conteúdos produzidos na faculdade.

Até o momento, nove documentários já estão disponíveis na plataforma de streaming. Cada produção possui uma temática diferente, possibilitando que o público tenha acesso a assuntos variados, que vão desde biografias, grandes reportagens sobre esporte, até mesmo abordagens de temas pouco comuns, como a transição capilar.

“É uma oportunidade para que alunos de outras fases confiram na prática, aquilo que é visto em outras disciplinas e, desta forma, transformar o aprendizado em uma prática que se tornou um documentário”, destaca a professora de RádioJornalismo e coordenadora do curso de Jornalismo, Karina Farias.

Neste ano, por conta da pandemia, a produção dos trabalhos foi adaptada, mas, conforme Karina, nada que prejudicasse a qualidade dos documentários. “Mesmo de forma remota, foi possível fazer entrevistas, editar, produzir conteúdo e chegar a resultados surpreendentes”, ressalta a professora.

Foi o caso do Richard Vieira. Ele está na quinta fase de Jornalismo e produziu o documentário ‘Saudade: um passo em aberto’, que fala sobre o ato de sentir falta de pessoas ou momentos. “Este ano eu me mudei. Comecei a sentir saudade do convívio familiar, da comida da minha mãe, dos meus cachorros… Esse sentimento passou a fazer parte do meu dia a dia. A pandemia intensificou isso também”, detalha.

Manter a calma em meio à pandemia

Vieira, além dos desafios para a construção do documentário, teve que lidar com uma nova realidade: o isolamento social. Entretanto, preferiu manter a calma e não deixar que a pandemia afetasse na produção do projeto. “Fiz tudo pelo meu celular. Fiquei com medo da qualidade do áudio, que os entrevistados ensaiassem as respostas antes de gravar e ficasse algo engessado, mas deu tudo certo. Os relatos ficaram bem impactantes e emocionantes”, conta.

Após passar por essa experiência, o sentimento foi de missão cumprida. “Fiquei orgulhoso do resultado. Acredito que consegui construir um material de certa forma inédito e que vai ajudar quem sente a saudade, compreendê-la”, finaliza.

Acesso

Além dos documentários, outros podcasts de programas de rádio produzidos pelos acadêmicos estão disponíveis na conta do Spotify. Os interessados podem conferir todo o material no perfil: Jornalismo Satc.

Filipe Gabriel: Assessoria de Imprensa da Satc

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Benefício do INSS já tem data para ser pago: Confira

A data de depósito do benefício do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) já está disponível para os mais de 35 mil beneficiários. Segurados que...

Boletim Covid-19 do Hospital São Donato de Içara

O Hospital São Donato tem 15 leitos ocupados para tratamento de coronavírus ou suspeita: LEITOS OCUPADOS NA UTI: 10 (lotação máxima) - CASOS CONFIRMADOS (10) - CASOS SUSPEITOS (0) LEITOS OCUPADOS...

IMBITUBA | Prefeito pede que a população “fique em casa”, neste final de semana

O prefeito Rosenvaldo Júnior fez um alerta à população de Imbituba para que neste final de semana, especialmente, os imbitubenses fiquem em casa. Com a...

Funerária Zapelini informa o falecimento da Sra Maria Gomes Becker

Faleceu hoje(05) no Hospital Santa Otília aos 73 anos a Sra.Maria Gomes Becker. A mesma deixa 4 filhos, 10 netos e 3 bisnetos. Seu...