Depois das eleições, rejeição ao trabalho dos prefeitos cai para 17%

Pesquisa PoderData mostra que a rejeição ao trabalho dos prefeitos do Brasil caiu para 17% no 1º mês de mandato. É uma queda de 13 pontos percentuais em relação ao último levantamento, realizado em agosto, 2 meses e meio antes da eleições municipais. À época, 30% dos brasileiros rejeitavam a atuação dos chefes de Executivo.

Apesar do declínio da curva de rejeição, a aprovação não sofreu um boom. Segue estável. Antes do pleito do ano passado, 32% aprovavam o trabalho dos prefeitos. Agora, são 34% –variação de 2 pontos percentuais dentro da margem de erro.

O salto foi observado nas avaliações regulares. Saltaram de 36% para 44% nos últimos 5 meses.

© Fornecido por Poder360

A pesquisa foi realizada nos dias 1 a 3 de fevereiro pelo PoderDatadivisão de estudos estatísticos do Poder360. A divulgação do levantamento é feita em parceria editorial com o Grupo Bandeirantes.

Foram 2.500 entrevistas em 519 municípios, nas 27 unidades da Federação. A margem de erro é de 2 pontos percentuais. Saiba mais sobre a metodologia lendo este texto.

Receba a newsletter do Poder360

Para chegar a 2.500 entrevistas que preencham proporcionalmente (conforme aparecem na sociedade) os grupos por sexo, idade, renda, escolaridade e localização geográfica, o PoderData faz dezenas de milhares de telefonemas. Muitas vezes, mais de 100 mil ligações até que sejam encontrados os entrevistados que representem de forma fiel o conjunto da população.

Centro-Oeste: maior aprovação

Os prefeitos da região são bem avaliados por 39% da população local. As avaliações regulares somam 54%, enquanto só 7 rejeitam a atuação dos gestores municipais.

Por outro lado, a região Sul apresenta a maior rejeição em relação ao trabalho dos prefeitos (33%). Está empatada tecnicamente com a aprovação (36%).

© Fornecido por Poder360

Bolsonaristas rejeitam mais

A rejeição a prefeitos é maior entre quem avalia o trabalho do presidente Jair Bolsonaro como bom ou ótimo. São 24% de opiniões negativas. Entre opositores do chefe do Executivo federal, a rejeição aos líderes locais é quase a metade (13%).

Curiosamente, a aprovação é a mesma nos 2 extremos, de 37%. Numericamente maior que a taxa geral.

© Fornecido por Poder360

PODERDATA

Leia mais sobre a pesquisa PoderData:

O conteúdo do PoderData pode ser lido nas redes sociais, onde são compartilhados os infográficos e as notícias. Siga os perfis da divisão de pesquisas do Poder360 no Twitter, no Facebook, no Instagram e no LinkedIn.

PESQUISAS MAIS FREQUENTES

PoderData é a única empresa de pesquisas no Brasil que vai a campo a cada 15 dias. Tem coletado um minucioso acervo de dados sobre como o brasileiro está reagindo à pandemia de coronavírus.

Num ambiente em que a política vive em tempo real por causa da força da internet e das redes sociais, a conjuntura muda com muita velocidade. No passado, na era analógica, já era recomendado fazer pesquisas com frequência para analisar a aprovação ou desaprovação de algum governo. Agora, no século 21, passou a ser vital a repetição regular de estudos de opinião.

Fonte: Poder 360/Reportagem/Ighor Nobrega

Erro, não existe o grupo! Verifique sua sintaxe! (ID: 4)
Erro, não existe o grupo! Verifique sua sintaxe! (ID: 5)

ÚLTIMAS NOTÍCIAS