Daniela Reinehr analisa desassoreamento da Barra do Camacho

O canal da Barra do Camacho, em Jaguaruna, passa por problemas de assoreamento. A situação prejudica o meio-ambiente e as famílias que dependem da pesca na região. A governadora interina Daniela Reinehr visitou a área nesta quinta-feira (22) e garantiu que o governo buscará recursos para atender as demandas emergenciais. O Governo Federal se comprometeu em enviar R$ 1,5  milhão para a dragagem da barra.

“Vamos focar nossos esforços para atender essas demandas. Reconhecemos a necessidade emergencial e a oportunidade de unir esforços para planejar um futuro adequado e condizente com o potencial da região. Atuamos para resgatar a capacidade do nosso povo de trabalhar e para que as regiões se desenvolvam. Precisamos lançar o olhar sobre a infraestrutura de Santa Catarina”, disse Daniela Reinehr.

A Associação de Municípios da Região de Laguna (Amurel) apresentou um projeto de engenharia para desassoreamento da Barra do Camacho. A obra está orçada em R$ 4,6 milhões. A governadora informou que o projeto proposto pela Amurel será analisado pela Secretaria de Estado da Infraestrutura, juntamente com a força-tarefa que inclui  Defesa Civil e Secretaria da Agricultura e Pesca, entre outros órgãos, para que sejam feitas as adequações necessárias. “O compromisso é para que a obra do Camacho seja concluída o mais breve possível e com isso melhorar a atividade econômica, pesqueira e a segurança das pessoas”.

O comerciante de pescados da Barra do Camacho, Anísio Figueira, afirma que a visita da governadora traz esperança, no entanto, é preciso saber se realmente o recurso será entregue. O destino da areia também intriga os moradores da região, já que eles não sabem para onde está indo e para onde está sendo destinado o dinheiro. De acordo com Figueira, alguns pescadores foram para outras regiões como Rio Grande do Sul para conseguir pescar, já que a Barra está fechada, impossibilitando a pesca da tainha e de camarão.

Da Redação da Rádio Marconi

ÚLTIMAS NOTÍCIAS