Da periferia, vendedor de canetas de Belém se torna milionário aos 26 anos

Nascido na periferia de Belém, o ex-vendedor de canetas Douglas Ferreira conquistou o seu primeiro milhão aos 26 anos de idade com as empresas que ele mesmo criou.

A história desse brasileiro é uma inspiração para jovens de periferia que lutam por seus sonhos.

“Quando era uma criança e me perguntavam “o que quer ser quando crescer”, eu sempre respondia “empresário”, deixando os adultos surpreendidos”, disse o mais jovem milionário.

Douglas foi criado pela mãe solo e foi aluno de escola pública em sua infância toda. Com apenas 10 anos, passou a vender canetas, dando seu primeiro passo com vendas para empreender.

Aos 14 anos, ingressou no mercado de trabalho como aprendiz numa empresa de transporte. Mas mesmo trabalhando como aprendiz, Douglas nunca abandonou o trabalho como vendedor.

“Sempre fui apaixonado por empreendedorismo, desde cedo, isso está em minhas veias”, diz Douglas.

Muito esforçado, aos 15 anos foi aprovado para uma bolsa de 70% em um colégio particular e o restante pagou com o seu próprio trabalho.

O próprio negócio

Douglas ficou em vendas até seus 19 anos de idade. Ele vendeu roupas, bijuterias, cordões, anéis, sapatos e pulseiras.

Aos 20 deu início a faculdade de administração, mas logo percebeu que o curso não era para ele e decidiu focar no seu próprio negócio.

A virada

Douglas fundou a DermoSec, uma marca de dermocosméticos vendidos em seu e-commerce e em marketplaces.

Hoje, o jovem empresário está exportando os produtos para outros países e expande a marca com novos produtos da linha.

Depois da DermoSec ele começou a fundar uma série de outras empresas, que faturam cerca de R$ 20 milhões por ano.

Hoje, aos 26 anos, Douglas está focando no mercado digital.

Ele acredita que “essa é a nova fronteira dos negócios”.

Que incrível!

Com informações de Paraweb

Foto: Arquivo Pessoal

ÚLTIMAS NOTÍCIAS