Covid: como Portugal aboliu máscaras e se tornou o país mais vacinado do mundo

Na última terça-feira, Portugal se tornou o país que mais vacinou sua população no mundo. De acordo com dados do governo português e do site “Our World in Data“, associado à Universidade de Oxford, o país apresenta 86,94% de sua população vacinada com uma ou duas doses e 81,54% da população completamente imunizada.

Os dados são surpreendentes para um país que há cerca de oito meses estava em alerta pelo estouro no número de casos de Covid-19. A população de Portugal é de aproximadamente 10,3 milhões de habitantes.

Um dos personagens por trás do advento da vacinação por lá é Henrique Gouveia e Melo, oficial da Marinha que assumiu o cargo de coordenador da campanha de vacinação no país.

O vice-almirante foi selecionado para a equipe após a renúncia de seu antecessor, muito criticado por conta do planejamento relativo à vacinação, no começo do ano. Gouveia e Melo coordenou a distribuição de doses que fez Portugal chegar a vacinar 100 mil pessoas por dia em dado momento.

N ós já ganhámos esse vírus, pelo menos, a primeira batalha está ganha e isso é um grande alívio para todos nós“, declarou o vice-almirante, na última quarta-feira, na cidade de Viseu, no centro norte do país.

Henrique Gouveia e Melo, vice-almirante da Marinha portuguesa e coordenador da campanha nacional de vacinação.

Outro ponto que favoreceu a vacinação em massa no país foi a consciência do povo português, que, de maneira geral, acredita do sistema de saúde pública e abraça campanhas de vacinação.

De acordo com o jornal “Público“, de Portugal, uma pesquisa encomendada pelo Parlamento europeu mostrou que os portugueses são os europeus que mais confiam nos benefícios da vacina contra a Covid-19, cerca de 87% da população. De igual forma, 86% dos portugueses acreditam no dever cívico coletivo do programa de vacinação.

A mesma pesquisa indicou que 82% da população portuguesa estava satisfeita ou muito satisfeita com a gestão feita pelo governo no controle da pandemia.

Bares e restaurantes abertos em Lisboa

Fim da obrigatoriedade no uso de máscaras

Na última segunda-feira, dia 13, Portugal decretou o fim da obrigatoriedade no uso de máscaras em locais abertos. A lei estava em vigor há quase um ano, desde 28 de outubro de 2020.

Isso só foi possível graças à redução nos números de contaminados e também no número de vítimas fatais da doença. A campanha de imunização, é claro, colaborou bastante para que isso acontecesse.

Segundo a Direção Geral da Saúde (DGS), a exigência de máscara segue para locais fechados e para pessoas que apresentam sintomas ou tiveram contato com alguém com Covid-19. O órgão também orienta que cidadãos e turistas usem máscaras em locais abertos no caso de haver aglomerações.

Redação Hypeness

Fotos: Getty Images

ÚLTIMAS NOTÍCIAS