Coronavírus: FCDL/SC esclarece CDLs sobre como proceder no comércio de chocolates

Como estamos a uma semana da Páscoa e o governo do Estado autorizou a reabertura de lojas que comercializam chocolates, a Federação das CDLs (FCDL/SC) está orientando as suas afiliadas, as CDLs, para que esclareçam os lojistas sobre como devem proceder. Lojas que vendem produtos relacionados à Páscoa – ovos de chocolate e derivados – podem retomar atividades porque estão inseridas entre as que atuam com gêneros alimentícios.

A FCDL/SC entende que essas lojas estão autorizadas a funcionar, obedecendo aos protocolos de segurança da saúde, conforme o último decreto divulgado pelo governo estadual. Segundo a entidade, a orientação é para que, dentro dos limites estabelecidos pelo governo estadual, todas passem a atender para garantir a comemoração da data – uma das mais importantes do calendário do varejo.

Lojas de chocolate reabrem no Estado e autônomos voltam a trabalhar semana que vem

Para ter mais segurança sobre a possibilidade de abertura da loja, a FCDL/SC aconselha aos empreendedores checar seu CNPJ junto à Polícia Militar por meio do link bit.ly/2xKqLmG. Assim, terão certeza se o estabelecimento está liberado. Para quem comercializa na loja também outros produtos, a orientação é isolar esses itens e vender somente chocolates e alimentos.

Chocolate, quase unanimidade

Catarinenses amam chocolate, a exemplo dos brasileiros e de quase todo o mundo. É isso que mostram pesquisas anuais sobre a Páscoa. A última sobre intenção de compras para a data em Santa Catarina foi realizada pela Fecomércio no ano passado e o resultado deu que, em média, 91,7% dos consumidores pretendiam comprar chocolate para presentear na data. A liderança ficou na maior cidade do Estado, Joinville, onde 99% disseram que iriam presentear com chocolates.

Esta Páscoa atípica no meio da pandemia do coronavírus exige um comportamento diferente do consumidor. Em primeiro lugar, é preciso cuidar da segurança da saúde, de não se contaminar com o Covid-19. E como estamos em isolamento social, a compra pode ser pela internet, o que permite a entrega de presentes para pessoas em outros endereços. Vale a intenção, mesmo que o produto chegue depois da Páscoa.

Por Estela Benetti – NSC

(Foto: Reprodução/Agência Sebrae-SP

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

RIO AMÉRICA | Igreja recebe nova iluminação através da Coopercocal

Além de distribuir energia prezando pela qualidade e agilidade nos serviços prestados, a Coopercocal investe constantemente em serviços sociais. Neste mês de setembro, a...

Escola Barão do Rio Branco de Urussanga realizará “Drive Thru da Leitura”

Os alunos da Educação Fundamental da Escola Barão do Rio Branco, na cidade de Urussanga, poderão participar de uma atividade diferente, durante as aulas...

EVENTOS | Novas regras para diferentes setores

Após o governo confirmar que Santa Catarina não tem mais regiões em nível gravíssimo para a covid-19, novas regras foram criadas para as áreas...

Funerária Zapelini informa o falecimento do Sr. Ademir Ghisi

Faleceu hoje ás 08h dia (29) no hospital de Criciúma o senhor Ademir Ghisi mais conhecido como "Leco", com a idade de 64 anos,...