Coronavírus em Lages está controlado, diz diretora de Saúde

O avanço do novo coronavírus em Lages está controlado, diz a diretora de Atenção Básica de Saúde e coordenadora do Centro de Triagem da Covid-19 na cidade, Francine Formiga. Havia um temor de um possível aumento da velocidade do número de casos na cidade por causa da flexibilização das regras de isolamento social, no entanto, a evolução da pandemia no município está controlada. Apesar disso, Formiga recomenda cautela e pede para a população não relaxar as medidas de prevenção.

Ela declara que, analisando os números, percebe-se um achatamento da curva de casos de coronavírus na cidade. Isso se deve, segundo ela, às medidas drásticas de prevenção para conter a disseminação do vírus que culminaram com o isolamento social e fechamento de estabelecimentos comerciais.

“Foi feito um bom trabalho no início, o que mostra que as medidas de distanciamento não foram precipitadas”, comenta.

Outro fator considerado essencial para frear o contágio da Covid-19 é o uso de máscara. Em Lages, desde o último dia 20, é obrigatório o uso deste equipamento de proteção em locais públicos privados.

Contudo, Formiga chama a atenção que a máscara precisa ser usada de maneira adequada. “Frequentemente vemos pessoas com a máscara no pescoço, se não usar o equipamento de maneira correta, não há proteção”, alerta.

Apesar do achatamento do gráfico, Fran Formiga enxerga com preocupação a abertura dos setores da economia. O temor é de que o vírus comece a se espalhar mais rapidamente.

Por isso, ela pede para a população não relaxar as medidas de prevenção. A orientação é para que as pessoas mantenham o distanciamento e usem máscaras.

Evolução da doença em Lages

Lages foi a primeira a entrar no mapa dos casos confirmados na Serra. O primeiro caso da doença na cidade foi registrado no dia 21 de março.

De acordo com atualização feita no último dia 30, a cidade tinha 31 casos confirmados. Oito pessoas contraíram o vírus em outros países ou estados do Brasil e 23 em Lages. Todos estão em recuperação domiciliar.

Por bairro, de acordo com boletim semanal divulgado no último dia 25, Centro da cidade é que possui o maior número de casos (6), seguido do Sagrado e São/Cristóvão (5); Coral (3), Copacabana (2), Santa Catarina (2); Conta Dinheiro (1), Frei Rogério (1), Popular (1) e Santa Helena (1). Há também quatro casos em área descoberta (quando a pessoa não tem uma unidade de saúde de referência).

Por faixa etária, maioria das pessoas que contraiu a doença (14) tem de 40 a 60 anos; cinco tem mais de 60 anos; seis de 20 a 30 e um de zero a 9 anos. Nenhum dos infectados precisou de internação em UTI.

Com informações do Correio Lageano

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

CONVITE | Prefeitura de Orleans convida para “AUDIÊNCIA PÚBLICA”

A Prefeitura Municipal de Orleans, CONVIDA para participar da Audiência Pública Virtual de Avaliação e Cumprimento das Metas Fiscais do Segundo Quadrimestre de 2020...

Asteroide passa ‘raspando’ pela Terra e chega mais perto de nós do que satélites de TV

Por pouco não tivemos a ‘visita‘ de um asteroide na manhã desta quinta-feira (24). O evento era, basicamente, a cereja do bolo do que está sendo...

MUNDO | Sobrinho de Pablo Escobar encontra R$ 100 milhões em antigo apartamento do tio

Pablo Escobar foi morto há 27 anos, mas a história de um dos maiores narcotraficantes do mundo ainda ecoa. Um sobrinho que mora em...

11º RPM apresenta números das fiscalizações contra a Covid-19

Nestes mais de seis meses de ações contra a Covid-19, a 11ª Região da Polícia Militar (RPM), que é responsável pelo policiamento nas cidades...