Contratos de serviços por hora poderão ser registrados na Carteira de Trabalho. Entenda.

O ministro da Economia, Paulo Guedes, quer que a nova Carteira Verde Amarela em estudo permita o registro por hora trabalhada de serviços prestados pelo trabalhador para os empregadores. A proposta retiraria a cobrança de encargos trabalhistas, do FGTS (Fundo de Garantia por Tempo de Serviço) e da contribuição previdenciária.

A ideia do ministro é que a nova carteira de trabalho facilite o acesso do trabalhador informal ao mercado de trabalho. Estima-se que hoje existam 38 milhões de pessoas nessas condições. No documento estaria registrada a quantidade de horas que o trabalhador faz para cada empregador, tendo o salário mínimo como referência.

Guedes pretende adotar um Imposto de renda negativo. Isto é, em vez de pagar impostos ao governo, o cidadão receberia pagamentos suplementares. Uma possibilidade seria uma alíquota de 20%, em que o funcionário que ganhar R$ 1000, teria mais R$ 200 completados pelo governo.

Em abril deste ano, uma MP (Medida Provisória) que criava o primeiro modelo da Carteira Verde e Amarela caducou no Congresso Nacional. Com informações do Estado de São Paulo.

Reportagem: Felipe Moura – Brasil 61

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Polícia Civil e PM deflagram a 3ª fase da operação “free hills” contra organização criminosa

As Polícias Civil e Militar deflagraram a 3ª fase da Operação “Free Hills” para cumprir 10 prisões preventivas na região do Morro do Mocotó,...

Indústrias brasileiras estão com problemas para adquirir matéria prima

Com a retomada da maior parte das atividades industriais por todo o País e após meses de isolamento social provocado pela pandemia da Covid-19,...

Novo serviço digital facilita a contestação do cancelamento do Auxílio Emergencial

Uma nova ferramenta para contestação do cancelamento do Auxílio Emergencial e da extensão do benefício foi disponibilizada no portal de Consultas da Empresa de...

FORQUILHINHA | Com o agravamento da pandemia, está cancelada a programação de Natal

"A organização decidiu pelo cancelamento após nova matriz de risco colocar a Amrec em nível gravíssimo de contaminação". A programação de Natal de 2020 está...