Concessão do trecho Sul deve ocorrer até setembro

O projeto de concessão do trecho Sul da BR-101, entre Paulo Lopes (km 244,6) e São João do Sul (km 465,1), prevê investimentos de R$ 6,5 bilhões, sendo R$ 2,9 bilhões em investimentos e R$ 3,6 bilhões em custos operacionais, nos 30 anos de duração da concessão, segundo a ANTT (Agência Nacional de Transportes Terrestres).

O trecho a ser concedido tem 220,42 quilômetros de extensão, e passa pelos municípios de Paulo Lopes, Garopaba, Imbituba, Laguna, Capivari de Baixo, Tubarão, Jaguaruna, Criciúma, Araranguá, Sombrio e São João do Sul. A previsão é de que o leilão do trecho ocorra até setembro deste ano.

De acordo com o projeto de concessão, a partir do sexto mês serão ofertados os serviços operacionais, como socorro mecânico, atendimento médico de emergência, sistema de informações e comunicação ao usuário, entre outros.

Nos trabalhos iniciais (primeiro ano), que antecedem o início da cobrança do pedágio, serão executados serviços para o alcance de padrões mínimos de segurança e conforto, como reparos no pavimento e acostamento, adequação da sinalização, recuperação dos elementos de segurança, recuperação emergencial de pontes, viadutos e drenagem, limpeza da faixa de domínio, cadastro de todos os elementos da rodovia, entre outros.

Até o fim do período de recuperação (quinto ano), a ANTT diz que estão previstas intervenções, como a recuperação estrutural de todos os seus elementos, bem como obras de melhoria em intercessões, acessos, vias marginais e a construção de faixas adicionais em pontos críticos, que oferecerão aos usuários mais segurança e fluidez no tráfego.

As obras previstas para serem executadas dentro de período de concessão são: implantação de terceira faixa (39 quilômetros), implantação de vias marginais (74 quilômetros), implantação de passarelas, implantação de rotatórias, implantação de dispositivos em desnível, adequação de acessos, canalização de fluxos de tráfego e outras medidas referentes à segurança da rodovia, principalmente no que diz respeito aos conflitos frontais nas entradas e saídas das vias marginais.

Estão previstos no contrato mecanismos que permitem a adequação do projeto às eventuais demandas relacionadas à obra, à manutenção do nível de serviço da rodovia e à segurança viária.

Praças de pedágio

Mesmo sendo bastante criticado nas audiências públicas ocorridas no ano passado, com a participação da classe política e empresarial, segundo a assessoria da ANTT o número de praças de pedágio deve permanecer quatro, conforme apresentado. A praça 1, em Laguna, no Km 298; a praça 2, em Tubarão, no Km 346; a praça 3, em Araranguá, no Km 408; e a praça 4, em São João do Sul, no Km 460. A tarifa máxima do pedágio prevista (data-base de novembro de 2016) será de R$ 3,98 em todas as praças.

ANTT | DS

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

MUNDO | Rússia inicia vacinação contra coronavírus com Sputnik V

(ANSA) - O governo da Rússia iniciou nesta segunda-feira (30) o processo de vacinação da sua população com a Sputnik V, mesmo que o...

Roubo em Criciúma teve ao menos 30 criminosos e é o maior já registrado em Santa Catarina

SÃO PAULO - A Polícia Civil de Santa Catarina suspeita que a quadrilha fortemente armada responsável por praticar um mega-assalto contra o Banco do Brasil em Criciúma seja...

Vacina ideal contra covid-19 tem dose única

BRASÍLIA - O secretário nacional de Vigilância em Saúde, Arnaldo Medeiros, disse nesta terça-feira, 1º, que a vacina ideal contra a covid-19 seria de dose única e armazenada em...

Trabalhadores terão nova chance de solicitar saque emergencial do FGTS

Trabalhadores de todo o País que não solicitaram o Saque Emergencial do FGTS  (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço) vão ter um nova...