Como é o mundo visto por pessoas que enxergam as cores de forma diferente

Segundo estimativas, cerca de 8,5% da população masculina mundial sofre de daltonismo – entre as mulheres, a proporção é de cerca de 0,5%. Apesar de a condição afetar uma parcela considerável dos homens, ela é pouco levada em conta quando se pensa na acessibilidade.

Muitos daltônicos podem perder informações importantes relacionadas às cores ao ler textos e interpretar gráficos, por exemplo. Hoje, há ferramentas na internet e até jogos de videogame com modos especiais para quem sofre com o daltonismo, mas muitos dos usuários relatam que eles ainda precisam evoluir muito, e às vezes mais atrapalham do que ajudam.
Há basicamente três tipos de daltonismo: protanopia – dificuldade ou incapacidade de distinguir os tons vermelhos (normalmente se vê marrom, verde ou cinza); deuteranopia – dificuldade ou incapacidade de distinguir os tons verdes (normalmente se vê marrom) e tritanopia – dificuldade ou incapacidade de distinguir os tons azuis e amarelos (normalmente se vê tons rosados).

Estima-se que deuteranopia atinja 3,26% dos homens, que a protanopia atinja 1,25% e que a tritanopia atinja 0,026%. Existe também o chamado daltonismo total, ou monocromacia, em que as pessoas só enxergam em preto e branco, mas essa condição só atinge 0,00003% da população.

Confira imagens que ilustram o modo como os daltônicos veem o mundo – se quiser ver mais, acesse o simulador do Colblindor.

Redação Hypeness

Imagens via Colblindor

ÚLTIMAS NOTÍCIAS