Cometa verde com cauda de 17 milhões de quilômetros poderá ser visto a olho nu

cometa Swan, recentemente descoberto pelo satélite homônimo, pode começar a ser observado a olho nu no céu. De cauda verde e pouca luz, o corpo celeste está atravessando o sistema solar agora e essa será a última oportunidade de poder conferir a passagem da bola de gelo brilhante pela abóbada, tendo em vista que ele pode ser destruído pelo calor solar em breve.

O brilho verde e a enorme cauda do Swan, cometa que está passando pelo sistema solar e só voltará, quem sabe, daqui a 11 mil anos

Cerca de 85 milhões de quilômetros da Terra e com a pequenina cauda de 17 milhões de quilômetros, o cometa, descoberto no dia 27 de março, tem o nome oficial de  C/2020 F8, mas foi chamado de Swan por ter sido avistado pelo Solar Wind Anisotropies Camera (SWAN), um telescópio que monitora os ventos solares e se localiza na Austrália, mas é administrado pela Agência Espacial Europeia em conjunto com a NASA.

A alta emissão de hidrogênio é a responsável pelo brilho incomum do astro, que será um dos raros cometas observáveis a olho nu da Terra. Seu forte brilho, entretanto, pode acabar logo depois que ele atravessar o periélio – momento de mais proximidade com o Sol – que pode acarretar na destruição do corpo graças ao calor de nosso estrela.

Segundo José Eduardo Fonseca, diretor dos planetários do Ibirapuera e do Parque do Carmo, em São Paulo, o melhor horário para fazer o avistamento a olho nu é durante a madrugada, pouco antes do nascer do sol. Ele adiciona que existem lugares apropriados para a observação. “Para ver o SWAN, é necessário estar em um local bem escuro, porque o astro tem pouca luminosidade em volta dele”, afirmou ao Portal da Prefeitura de São Paulo.

Especialistas recomendam que uma observação mais detalhada do corpo celeste seja feita com binóculos ou telescópios. A olho nu será possível vê-lo, mas somente através de lentes de aumento você será capaz de perceber seu brilho verde e seus detalhes.

A expectativa é que até o fim de maio o cometa seja cada vez mais observável, chegando ao nível 3 de magnitude, quando será plenamente avistável em olho nu. Depois disso, a tendência é que o cometa desapareça da nossa visão.

Yuri Ferreira ; Redação Hypeness

Foto:Reprodução/Nasa

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Amanhã dia 27 é “Dia Nacional da Doação de Órgãos” Esperança de uma vida nova

"Pandemia do Coronavírus trouxe novos desafios para equipes de captação e de transplantes em todo o Brasil". No dia 27 de setembro comemora-se o Dia...

O Caminho de Santiago é para todos

O Caminho de Santiago é visto com frequência como um projeto religioso, místico, hippie, ou coisa parecida. Mas ele não é isso — ou, ao...

Cerâmica Elizabeth é a nova patrocinadora do Criciúma Esporte Clube

Empresa está entre os maiores fabricantes do mundo de revestimentos cerâmicos e tem uma unidade na cidade que dá nome ao clube de futebol A...

O seu horóscopo exclusivo em um Clic

O CAMINHO DOS ASTROS 51 A vida é um coletivo Urano teve vários filhos, como detestava a todos, mantinha-os presos no interior de Gaia, a Terra....