Começa a Agrishow, o maior espetáculo tecnológico do agro brasileiro

A imagem acima é da Agrishow de 2019, última edição em que o público esteve presente no parque localizado em Ribeirão Preto (SP), antes do evento da pandemia. Dois anos depois, começa hoje (25) a Agrishow 2022, com a expectativa de receber pelo menos 160 mil visitantes. A Agrishow, a  maior feira de tecnologias agropecuárias do país, vai até sexta (29).

Depois de duas edições em que os organizadores tentaram emplacar o evento no modo digital, como ocorreu com a quase totalidade das feiras agropecuárias, a promessa para a  27ª Feira Internacional de Tecnologia Agrícola em Ação, nome oficial da Agrishow, é que ela seja marcada por muitas novidades que devem ir para o campo contribuir para a produtividade, eficiência, sustentabilidade e rentabilidade do produtor rural.

matéria de equipamentos e insumos de alta tecnologia agrícola, para melhoria das operações de campo”, afirma Francisco Matturro, presidente da Agrishow 2022. “Por parte do produtor sentimos uma grande expectativa em visitar o evento, depois de quase três anos ausentes.”

Os produtores, que são a quase totalidade do público que comparece ao Polo Regional de Desenvolvimento Tecnológico dos Agronegócios do Centro Leste, nome do parque, estão interessados em máquinas, equipamentos e implementos agrícolas, agricultura de precisão, irrigação, armazenagem, pecuária, sementes, corretivos, fertilizantes, defensivos agrícolas, insumos diversos, sacarias, embalagens, tecnologia em software e hardware, agricultura familiar, financiamento, seguro, peças, autopeças, pneus, válvulas, bombas, motores e transportes.

Parque conta com 800 empresas do setor do agro

© DivulgaçãoParque conta com 800 empresas do setor do agro

São cerca de 800 empresas do setor, com uma maciça presença de gigantes do setor. A estimativa dos organizadores é de que a feira movimente até R$ 6 bilhões, o dobro do obtido na edição de 2019, de R$ 2,9 bilhões. Do público participante, as catracas tem registrado que acima de 40% são agricultores interessados nas novidades. “O país prevê produzir até 2030, praticamente 500 milhões de toneladas de grãos, sem destruir o meio ambiente, preservando, cuidando. Isso é ciência e pesquisa, é isso que a Agrishow se propõe a mostrar ”, afirma Matturro.

Além dos eventos programados pelas empresas, está na programação o Agrishow Labs, uma jornada de conteúdo estratégico, focado no ecossistema de inovação agrícola para conectar, difundir ideias, apoiar e acelerar o desenvolvimento de soluções que ajudem o agro a crescer de forma sustentável; o Prêmio Agrishow de Startups, com o objetivo de premiar três startups que apresentem as melhores soluções para o agronegócio; o Pavilhão de Inovação, onde dez startups apresentarão suas soluções e inovações tecnológicas para contribuírem com as atividades nas fazendas; a pista de demonstração de caminhões autônomos; e o Agrishow Pra Elas, ponto de encontro das mulheres na feira.

Com informações da Redação da FORBES BRASIL

ÚLTIMAS NOTÍCIAS