Cocal do Sul | Secretaria de Assistência Social registra mais que o dobro de atendimento médio no período de pandemia

Com a necessidade de isolamento social devido a pandemia do novo Coronavirus, muitas pessoas deixaram de trabalhar, e por consequência, deixaram de ter renda, passando a depender de doações e do poder público. Nesses quase três meses de cuidados redobrados devido a COVID-19, a Secretaria de Assistência Social de Cocal do Sul vem registrando um aumento dos números de atendidos. A média de famílias atendidas no Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) saltou de 140 por mês, para 330, totalizou 823 atendimentos presenciais, de 30 de março até a primeira quinzena deste mês.

O cadastramento emergencial de novas famílias que passaram a se encontrar em situação de vulnerabilidade devido ao período de isolamento e perda da renda famílias, somados aos atendimentos as famílias que já eram assistidas anteriormente, também foram realizadas. De março a junho foram fornecidas um total de 510 cestas básicas, 114 caixas de leite, além dos kits de produtos de limpeza e higiene pessoal. “Foram fornecidos esses auxílios pela prefeitura e por doações de empresas, ONGs, campanhas por Lives realizas, além de doações de pessoas que se sensibilizaram com a situação e disponibilizaram as contribuições”, relata o secretário interino de Assistência Social, Juarez Fogaça, o Jura.

A secretaria também realizou a distribuição de máscaras e roupas. Foram 7.700 máscaras, sendo 5.500 confeccionadas pelo próprio CRAS e 2.200 recebidas por doações. Do período de 18 a 29 de maio, 62 famílias receberam roupas e calçados. Segundo a assistente social, Patrícia de Lucca Baschirotto, o CRAS ainda auxiliou no encaminhamento a benefícios eventuais como auxílio natalidade, kit bebê, auxílio funeral, auxílio fotografia, e no auxílio a documentações.

O CRAS de Cocal do Sul ainda conta com atendimento da Assistente Social Paula Thomaz Zavarise, e das psicólogas Cristiane dos Santos Fernandes e Jéssica Gislon Sazan.

Novos canais de atendimento

Além disso as formas de atendimento também foram ampliadas e adaptadas conforme o período de pandemia. Para a gestão de programas como Bolsa Família e Cadastro Único (CadÚnico) foram adotadas medidas como o canal de comunicação via whatsaap.

“Tomamos essas medidas para que o maior número de famílias tivesse acesso as informações”, explica Jura. Segundo ele, os atendimentos também se deram por telefone fixo, whatssap, e-mail, além de agendamentos presenciais emergenciais.

“Essas medidas foram adotadas seguindo portarias do Ministério da Cidadania para manter o isolamento social e prevenção do COVID-19, e mesmo com um grande número de atendidos realizados por todos os canais para cadastramento, atualizações, orientações e dúvidas sobre os programas sociais, todos fluíram de forma tranquila e dentro do esperado relata a responsável pelo Cad Único e Programa Bolsa Família Jane kafcka.

CREAS

O Centro de Referência Especializado de Assistência Social (CREAS) também esteve ativo, apesar de necessário o fechamento dos equipamentos por 15 dias, para cumprimento do decreto estadual. Durante o período de isolamento foram aplicadas as medidas socioeducativas e ações a pessoas em situação de rua, trabalhando com todos os cuidados e proteções aos seus profissionais e usuários.

Foram realizadas orientações sobre Auxilio Emergencial, auxilio alimentação (cestas básicas), além de orientação as formas de proteção ao Covid-19, uso de mascaras, álcool em gel, assim como o fornecimento de materiais aos usuários atendidos no CREAS. Atendimentos referentes situações de violações de direitos, como da pessoa em situação de rua, fornecendo kit higiene e mascaras, realizado busca ativa e feito orientações em relação a saúde dessas pessoas, também foram realizados.

“Desde o início da quarentena decretada pelo Governo do Estado, uma das principais preocupações nossas foi com as famílias em situação de vulnerabilidade social”, reforça a Psicóloga Luciana Jerónimo. Para a pedagoga Luiza Helena Martins, um amplo trabalho vem sendo realizado pela a Secretaria de Assistência Social. “Estamos fazendo um amplo e complexo trabalho junto as famílias no nosso município, afim de mantermos o contato e o cuidado para prevenir o Coronavirus”, relata.

Os serviços ligados a secretaria de Assistência Social de Cocal do Sul, atendem pelos seguintes canais:

-CRAS: Fone Fixo/Whatsapp: 3444-6059 – E-mail cras@cocaldosul.sc.gov.br, ou secretaria_social@cocaldosul.gov.sc.br

-CREAS: Fone Fixo/Whatsapp: 3444-6034 – E-mail creas@cocaldosul.sc.gov.br

-Bolsa Família: Fone Fixo/Whatsapp: 3444-6062 – E-mail bolsafamilia@cocaldosul.sc.gov.br

-Gestão: Fone Fixo/Whatsapp: 3444-6063 – E-mail acaosocial@cocaldosul.sc.gov.br

Antônio Rozeng: Assessoria de Imprensa Prefeitura de Cocal do Sul

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

FORQUILHINHA | Encerra novembro com recorde de novos casos da Covid-19

O município de Forquilhinha encerrou novembro com recorde de novos casos da Covid-19. No total, 420 pessoas foram contaminadas neste mês, superior ao segundo...

Após perdas da pandemia, livrarias lançam campanha para atrair leitores para lojas físicas

A pandemia de Covid-19 fez as livrarias exclusivamente físicas passarem um grande dilema este ano. O segmento, que já estava em queda desde a...

Funerária Zapelini informa o falecimento da Sra. Maria Waterkemper Niehues

Faleceu  às 04:00hs de hoje (01) em sua residência, aos 65 anos a Sra. Maria Waterkemper Nihues. Deixa esposo, 2 filhos e 2 netos....

Jogo que pode ajudar na alfabetização de crianças é lançado pelo Ministério da Educação

O Ministério da Educação (MEC) lança aplicativo gratuito para reforçar alfabetização. É o Graphogame, uma ferramenta utilizada com sucesso em vários países no apoio...