Cerca de R$ 35 milhões de brasileiros já receberam a primeira parcela do auxílio emergencial

Os dados mais recentes da Caixa Econômica Federal apontam que 35 milhões de brasileiros já receberam o pagamento de R$ 600 do Auxílio Emergencial do Governo Federal. Pouco mais de duas semanas desde o início do programa, o banco creditou cerca de R$ 25 bilhões em benefícios.

De 9 de abril até esta sexta-feira (24), cerca de 46 milhões de pessoas se cadastraram para receber o auxílio, criado para assistir trabalhadores informais, autônomos, desempregados e microempreendedores individuais (MEI) durante a pandemia do novo coronavírus. O governo federal vai conceder o valor de R$ 600 a essas categorias por três meses.

De acordo com o Ministério da Cidadania, boa parte das pessoas que têm direito ao benefício já receberam a primeira parcela. No entanto, muitos brasileiros ainda devem receber a quantia nos próximos dias. O ministro da Cidadania, Onyx Lorenzoni, garantiu que todos aqueles que foram elegíveis vão receber o benefício.

“Nenhum país fez um movimento deste tamanho com tanta segurança, rapidez e atingindo aqueles que verdadeiramente mais precisam. Nós estamos dando condições para que o estado brasileiro possa enxergar estes que agora são visíveis e até algumas semanas eram invisíveis da economia brasileira.  Não iremos deixar nenhum brasileiro para trás e vamos atingir a todos, estejam em que condição estiverem, com esse auxílio que é vital para a sobrevivência neste momento”.

A Caixa informou que o site para cadastro e acompanhamento do auxílio emergencial já recebeu mais de 275 milhões de acessos e que a central de atendimento por ligações recebeu cerca de 72 milhões de chamadas. Os números expressivos também são ilustrados pelo número de pessoas que nunca tiveram conta bancária e passam a ter para receber o auxílio.

Segundo Pedro Guimarães, presidente da entidade, a Caixa criou contas bancárias gratuitas para mais de 30 milhões de brasileiros desde o início do benefício. Ele afirma que esse será um dos legados que vai se estender após a pandemia.

“Após essa crise de saúde, nós teremos o orgulho de que mais de 30 milhões de pessoas que não tinham conta em banco até duas semanas atrás e, como consequência, eram vítimas de se cobrar mais de 20% ao mês, passam a fazer parte de um sistema com contas de graça na Caixa e, após essa crise, poderão tomar dinheiro [emprestado] a taxas muito inferiores. Isso é uma grande vitória”.

A Caixa também informou que as pessoas que tiveram o auxílio negado por alguma inconsistência no cadastro e que acham que a avaliação foi errada, podem recorrer e preencher um novo formulário pelo site auxilio.caixa.gov.br ou pelo aplicativo CAIXA/Auxilio Emergencial.

Com informações da Agencia do Rádio Mais

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

CONVITE | Prefeitura de Orleans convida para “AUDIÊNCIA PÚBLICA”

A Prefeitura Municipal de Orleans, CONVIDA para participar da Audiência Pública Virtual de Avaliação e Cumprimento das Metas Fiscais do Segundo Quadrimestre de 2020...

Asteroide passa ‘raspando’ pela Terra e chega mais perto de nós do que satélites de TV

Por pouco não tivemos a ‘visita‘ de um asteroide na manhã desta quinta-feira (24). O evento era, basicamente, a cereja do bolo do que está sendo...

MUNDO | Sobrinho de Pablo Escobar encontra R$ 100 milhões em antigo apartamento do tio

Pablo Escobar foi morto há 27 anos, mas a história de um dos maiores narcotraficantes do mundo ainda ecoa. Um sobrinho que mora em...

11º RPM apresenta números das fiscalizações contra a Covid-19

Nestes mais de seis meses de ações contra a Covid-19, a 11ª Região da Polícia Militar (RPM), que é responsável pelo policiamento nas cidades...