Carlos Moisés conhece propriedade rural no Oeste em expansão com uso de cisternas

A família Wendling recebeu uma visita especial na tarde da sexta-feira, 04. O governador Carlos Moisés foi até a Linha Riqueza, no interior de Pinhalzinho, para conhecer a propriedade rural comandada por Paulo Wendling, que trabalha com a criação de suínos e de gado leiteiro. Mesmo durante o período de estiagem, os produtores rurais conseguiram manter um bom nível de produtividade graças à construção de uma cisterna, que ocorreu com o apoio do Governo do Estado.

Atualmente, o produtor está construindo uma segunda cisterna, que vai propiciar uma expansão da produção. Ao visitar a propriedade da família Wendling, o governador destacou a força da agropecuária familiar em Santa Catarina e a necessidade de investimento no planejamento hídrico.

“Com o apoio da Epagri, eles construíram cisternas e conseguiram mitigar os efeitos da estiagem. Os animais ganharam uma sobrevida e continuaram produzindo. Esse é um exemplo que é possível fazer parcerias entre o Governo do Estado, os municípios, as cooperativas e os produtores. Podemos nos unir e diminuir as dificuldades das famílias rurais. É um incentivo também para que as pessoas permaneçam no campo, com a sucessão familiar. Sabemos que isso é fundamental para que a nossa agricultura continue sendo uma mola propulsora da economia”, destacou o governador durante a visita.

Outro ponto que chamou a atenção do chefe do Executivo foi o envolvimento de toda a família Wendling na produção. No momento, eles estão construindo uma nova edificação para ampliar a produção leiteira.

Segundo Paulo Wendling, a construção da primeira cisterna possibilitou uma expansão inicial da propriedade em 2012 e agora o mesmo acontecerá com a conclusão do novo reservatório.

“Quando você tem água para a sua família e para os animais, consegue continuar produzindo e o prejuízo é muito menor. A lavoura muitas vezes se perde, mas a suinocultura e o bovinocultura de leite é preciso manter. É nisso que a cisterna nos favorece”, conta Wendling.

Com os reservatórios, a família consegue estocar água por até quatro meses, suportando longos períodos sem chuva. A construção das cisternas se deu por meio de programas do Governo do Estado com juros subsidiados.

Também participaram da visita à propriedade da família Wendling a vice-governadora Daniela Reinehr, o secretário do Estado da Agricultura, da Pesca e do Desenvolvimento Rural, Ricardo de Gouvêa, o chefe da Casa Civil, Eron Giordani, o deputado estadual Fabiano da Luz e o prefeito de Pinhalzinho, Mario Afonso Woitexen.

Programas emergenciais de auxílio contra estiagem

Durante a manhã, o governador participou de um ato em Pinhalzinho para apresentar os programas emergenciais do Governo do Estado de combate à estiagem, com um aporte de R$ 42 milhões.

Leonardo Gorges: Assessoria de Imprensa/Secretaria Executiva de Comunicação – SECom

ÚLTIMAS NOTÍCIAS