InícioNotíciasCampanha para recolhimento de pneus inservíveis será realizada em Urussanga

Campanha para recolhimento de pneus inservíveis será realizada em Urussanga

Um pneu pode demorar até 600 anos para se decompor no meio ambiente. O processo é lento, mas pode causar a contaminação do solo e da área onde o objeto se encontra, pondo em risco a vida de animais que consumam água ou a comida afetada pelos químicos presentes no material. Se incinerados de forma incorreta, os pneus tornam-se ainda, agentes da poluição atmosférica. Como se não bastasse tudo isso, em aterros sanitários e na natureza, eles podem acumular água e se tornar criadouro para disseminação do mosquito Aedes aegypti, responsável pela dengue e outras doenças.

Pensando nisso, o Programa Penso, Logo Destino (PLD) idealizado pelo Instituto do Meio Ambiente (IMA), com apoio do Governo do Estado, vem organizando ações em parceria com os municípios para coleta desse item tão prejudicial à natureza. Em Urussanga, a Diretoria do Meio Ambiente (DMA), em parceria com o Cirsures, é quem coordena a campanha. “No dia 5 de maio, sexta-feira, estaremos na Praça Anita Garibaldi, das 8h às 17h, recebendo pneus para descarte, de pessoas físicas e jurídicas. Logo após, o Cirsures, dará o encaminhando correto para esse material”, explica o Diretor Municipal de Meio Ambiente, Marcio Moreira.

Mas atenção! Nesta etapa da campanha, serão aceitos apenas pneus inteiros, e não serão recolhidos pneus OTR (Off the Road), utilizados em equipamentos da linha amarela, como carregadeiras, patrolas e afins.

A importância da destinação correta

É importante lembrar que esse tipo de resíduo sólido pode ser reaproveitado em sua totalidade. Quando dada a destinação correta, ele pode ser transformado em combustível para caldeiras e indústrias de cimento, utilizado na fabricação de asfalto ecológico, pisos industriais ou para quadras poliesportivas, tapetes para automóveis, solados para calçados e diversos outros produtos.

Embora algumas pessoas utilizem pneus velhos em jardim, balanços e outros itens decorativos, vale lembrar que exposto ao sol e chuva, materiais tóxicos presentes na composição do material podem penetrar e contaminar o solo e os lençóis freáticos. Portanto, a melhor forma de descarte é devolver ao fabricante, levar até uma borracharia ou então a um ponto de coleta, como este que será disponibilizado no dia 5 de maio, em Urussanga, para que a destinação e a reciclagem correta seja realizada.

Por Ana Paula Nesi – Assessora de Comunicação PMU