Cabeleireiro se recusa a colorir fios brancos e cria rainhas grisalhas

Parece contraditório que nós, enquanto seres humanos, passamos uma vida imaginando o que podemos fazer para viver muito, mas evitando ao máximo expor sinais físicos do envelhecimento. Rugas, marcas de de expressão e os sempre lembrados cabelos brancos costumam ser perseguidos por uma sociedade que almeja a velhice, mas não suas implicações.

O americano Jack Martin é alguém que não pensa assim. Como colorista das celebridades, ele acredita ter a missão de mostrar a homens e, principalmente, às mulheres o poder e a beleza de lindos fios grisalhos. São elas as maiores vítimas da ditadura da beleza: quantos homens já foram elogiados por serem grisalhos e quantas mulheres já ouviram que ficaram mais velhas com os fios brancos? Complexo, não é?

O cabeleireiro desenvolveu uma técnica que ajuda seus clientes a abrirem mão da tinta e adotarem um visual acinzentado gradual e orgulhosamente. O método começa com a remoção da coloração artificial sem afetar as raízes grisalhas. Depois, ele deixa todo o cabelo branco para aplicar a tinta cinza que mais se adeque a cada pessoa.

O processo costuma levar horas, mas ele garante que vale a pena. Ainda mais neste período de quarentena, em que muitas mulheres, principalmente, pararam de colorir seus cabelos e passaram a refletir sobre deixá-los grisalhos.

Elas estão com cerca de dez a doze centímetros do cabelo sem pintar, então começaram a ver como o cinza é bonito naturalmente. Ficar em quarentena em casa por três a quatro meses, vendo quantos cabelos grisalhos elas têm e como são lindos, muitas mulheres mudaram de ideia e decidiram que querem seguir esse caminho.

Redação Hypeness

ÚLTIMAS NOTÍCIAS