Barra do Camacho : Moradores protestam pela reabertura da Barra e governo anuncia R$ 10 milhões para obras

Na manhã de ontem sábado, 15, um grupo de moradores e pescadores que usam a Barra do Camacho para tirarem seu sustento diário se reuniram para uma manifestação no local, situado no limite entre as cidades de Laguna e Jaguaruna. Na localidade, desde sexta-feira, 14, máquinas contratadas pela prefeitura de Jaguaruna estão removendo a areia que bloqueia o canal.

Ao mesmo tempo em que o protesto ocorria, em Florianópolis, o governo estadual confirmou a liberação de cerca de R$ 10 milhões para a realização das obras de desassoreamento e enrocamento da barra. “Temos um sinal verde”, diz o prefeito Laerte Silva (PSC), de Jaguaruna, que participou da reunião junto do governador Carlos Moisés (PSL), deputado estadual José Milton Scheffer (PP), vereadores e autoridades locais ligadas à pesca.

O convênio com o governo para a liberação do recurso será firmado em pelo menos 20 dias, conforme previsão da administração municipal de Jaguaruna. O projeto da obra foi elaborado em abril por técnicos da Associação dos Municípios da Região de Laguna (Amurel).

Divulgação/Prefeitura de Jaguaruna

Entenda

O desassoreamento é a remoção de areia, lodo e outros sedimentos do fundo do leito do canal, causados por ações humanas ou pelo desbarrancamento de terra decorrentes de fenômenos naturais. Em torno de R$ 4,5 milhões vão ser usados.

Já o enrocamento, consiste na colocação de um conjunto de blocos de pedra ou de outro material (como cimento), lançados uns sobre os outros dentro da água para servir como lastro para fundação de obra hidráulica ou para servir, quando usado à superfície ou muito extenso, como quebra-mar ou proteção contra a erosão das ondas. Para esse serviço, devem ser aplicados R$ 5 milhões.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS