Atleta de futebol americano é preso suspeito de matar colega de time

Bryan Pata, grande estrela do esporte universitário, foi morto há 15 anos e até hoje o assassino não foi identificado pela polícia dos EUA.

Um crime ocorrido em 2006 anda mexendo com o mundo do futebol americano. Na última quinta-feira (19), o atleta Rashaun Jones foi preso, sendo o principal suspeito de assassinar um então colega de time.

Bryan Pata foi assassinado há 15 anos e até hoje o autor do disparo não foi identificado. Na ocasião, tanto ele quanto Jones atuavam pelo Miami Hurricanes, time da Universidade de Miami.

Pata tinha 22 anos quando foi baleado perto de um complexo de apartamentos. O defensor era cotado para ser escolhido no Draft da NFL de 2006, mas morreu antes do evento.

Rashaun Jones, que foi preso na quinta, atuou ao lado de Pata em seus dois primeiros anos de faculdade.

O caso voltou à tona depois da ESPN americana produzir uma reportagem especial em 2020 que mostrava como Jones era tido como o principal suspeito pela investigação.

O irmão de Bryan Pata já afirmou acreditar que ele tenha sido assassinado por ciúmes .

Isso porque Jones era ex-namorado da companheira de Pata na época e eles já haviam brigado ao menos duas vezes por ciúmes.

No último embate, Rashaun Jones chegou a dizer a Pata que ele deveria “arrumar uma arma para se defender”.

No mesmo dia em que Pata foi assassinado, Jones foi suspenso da equipe por ter seu terceiro teste de maconha reprovado.

Além disso, ele também faltou à reunião convocada pelos treinadores depois que a notícia da morte de Bryan começou a se espalhar.

Do R7

Foto : Reprodução/Redes sociais

ÚLTIMAS NOTÍCIAS