Após aglomerações no feriado, Campos do Jordão faz barreiras e fecha bares à noite

SOROCABA – Depois de registrar aglomerações durante todos os dias do feriado prolongado de Corpus Christi, a prefeitura de Campos do Jordão, um dos principais destinos turísticos de inverno no Estado de São Paulo, decidiu apertar o cerco contra o excesso de visitantes. A partir de sexta-feira, 11, os bares e restaurantes só poderão funcionar até as 18h e com, no máximo, 30% da capacidade. O comércio em geral terá de fechar às 20h e os hotéis devem limitar o número de hóspedes a 60% da capacidade. A medida atinge o Dia dos Namorados, uma das principais datas para o turismo local, que ocorre no sábado, 12.

A cidade voltará a ter barreiras sanitárias “como mecanismo de restrição à circulação do vírus”, segundo a prefeitura. As medidas são mais duras do que as do Plano São Paulo, do governo paulista, de controle da pandemia, que prevê a abertura de restaurantes e do comércio geral até as 21h para atendimento presencial. “Alguns protocolos da fase vermelha serão acrescentados à fase de transição do Plano São Paulo para garantir eficácia no combate à pandemia no município”, informou a assessoria do prefeito Marcelo Padovan (PSDB).

A venda de bebidas alcoólicas está proibida após as 18h em qualquer tipo de estabelecimento, inclusive bares, cantinas e restaurantes, também na modalidade take away (retirada). Em rede social, o prefeito informou que as medidas foram discutidas e acordadas, na tarde de terça-feira, 8, com líderes empresariais do comércio, hotelaria e turismo. “As empresas ligadas ao turismo são de suma importância para colaborar no combate à pandemia e na restauração da imagem de nossa querida cidade”, postou.

Conforme a prefeitura, a fiscalização será reforçada em todo o município com a força-tarefa envolvendo Vigilância Sanitária, Comissão Especial de Fiscalização Epidemiológica e Polícia Militar. “A prefeitura adotará novo sistema de fiscalização e pretende fechar o cerco às empresas que insistem em descumprir as regras vigentes, principalmente restaurantes e bares localizados no Calçadão do Capivari”, disse, em nota.

Aglomerações

O Calçadão do Capivari, na região central, foi palco de aglomerações e desrespeito às regras de isolamento durante o feriado de Corpus Christi, na última quinta-feira, 3. Muitas pessoas compartilhavam os mesmos espaços sem máscara. Mesmo com o aumento na fiscalização, as aglomerações se repetiram até o fim de semana. No domingo, 6, a Polícia Militar foi obrigada a intervir para dispersar uma briga. Três estabelecimentos foram autuados e um foi interditado. Uma das festas encerradas com o apoio da PM reunia mais de 300 pessoas em uma casa de alto padrão.

Reportagem: José Maria Tomazela/ESTADÃO

ÚLTIMAS NOTÍCIAS