Águas de Chapecó lança rota de turismo rural

A Administração Municipal de Águas de Chapecó, no oeste catarinense, lançará nesta terça-feira (14), às 10h30, a rota de turismo rural “Águas: seus encantos e sabores”, na Sede do Brunão. A iniciativa busca desenvolver o trade turístico e fomentar mais ofertas turísticas. O trabalho de elaboração da rota, identificação das propriedades rurais com potencial para receber visitantes e capacitação dos empreendedores contou com suporte do Sebrae/SC. As ações foram coordenadas pelas consultoras credenciadas a entidade Karla Hall e Sílvia Nowalski.

Integram a nova rota de turismo rural sete propriedades: Virtutti Agricultura Familiar, Cachoeira do Mel, Sede do Brunão, Alambique Aroma de Cana, Sítio do Leo, Café da Dona Nena e Mello Móveis Rústicos. A secretária de Turismo, Débora Hermes, explica que Águas de Chapecó sempre foi uma cidade turística conhecida, principalmente, por suas águas termais. “A intenção com o lançamento dessa nova rota de turismo rural é despertar essa importante atividade econômica em todo o território municipal, desenvolver o trade turístico, aprimorar os atrativos existentes e ampliar as ofertas turísticas para que os visitantes permaneçam mais dias no município”, explica.

Para o gerente regional do Sebrae/SC no oeste e no extremo oeste, Udo Martin Trennepohl, a ampliação da oferta turística em Águas de Chapecó constituirá em um incremento da demanda turística local e regional. “O Sebrae/SC em parceria com a Administração Municipal e a iniciativa privada estão concretizando a visão de transformar a sociedade por meio do empreendedorismo local”, destaca.

CONHEÇA OS ATRATIVOS DA ROTA

A Virtutti Agricultura Familiar, propriedade de Cassiano Mezzomo, é especializada na produção de morangos semi-hidropônicos, trabalha com variedades de morangos importadas e alia a tecnologia à produção sustentável. Oferece como diferencial o serviço “colhe e pague”, onde o cliente vivencia a experiência de colher os morangos diretamente do pé. A propriedade também dispõe de produção de pitaya e criação de abelhas.

Cachoeira do Mel é um atrativo da propriedade de Luiz Hubler, que abriga uma cachoeira de encher os olhos e batizada em função da atividade de meliponicultura desenvolvida pela família. Os enxames de 15 espécies diferentes de abelhas sem ferrão estão espalhadas pela propriedade. Os visitantes podem acompanhar uma demonstração para visualização das colmeias, além de degustação e compra de mel.

A Sede do Brunão, de Célia Diel, é um amplo espaço de lazer e eventos. A estrutura dispõe de salão de eventos com capacidade para 1.153 pessoas, playground, cancha de bocha e bolão, campo de futebol suíço e oito tanques para pesque e pague.

O Alambique Aroma de Cana é uma agroindústria familiar especializada na produção de cachaça e licores artesanais sem aditivos químicos e com alto padrão de qualidade. A empresa de Gilberto Pagliosa cultiva sua matéria-prima – a cana-de açúcar. A fermentação ocorre de forma natural com leveduras selecionadas, a destilação é feita em alambique de cobre martelado, a produção e a parte de descanso da cachaça são feitas em tonéis de inox e madeira nobre, o que garante ardor delicado e temperado com o aroma doce da cana-de-açúcar.

A recepção carinhosa a quem chega no Sítio do Leo é feita pelo Seu Leo e Dona Odila. O casal é conhecido por sua simpatia, hospitalidade e zelo com a propriedade. Além da natureza exuberante, o sítio possui um mini acervo de peças antigas e comercializa produtos coloniais como licores, geleias e vinagres.

O Café da Dona Nena é um espaço aconchegante que serve bebidas como café, chá, suco e comidas caseiras tradicionais – bolos, bolachas, grostoli, cucas, pão de milho, salames e queijos. A família também produz embutidos de carne suína, panificados e chimias artesanais.

Mello Móveis Rústicos produz móveis e artefatos rústicos de madeira nobre e de demolição. Os talentosos artesãos da família criam desde itens mais tradicionais como mesas, bancos e balcões aos mais sofisticados como adegas e cristaleiras.

PROJETO DO BALNEÁRIO

Ainda entre as ações de fomento ao turismo local está a audiência pública com o tema “Qual o futuro da Hidroeste?”, que será realizada nesta quinta-feira (16), às 19h30, no auditório Julio Zanella, junto à Câmara Municipal. O objetivo é debater a destinação da Cia Hidromineral do Oeste Catarinense (Hidroeste), seja por sua alienação ou concessão a terceiros, além de apresentar a conclusão do estudo de viabilidade realizado pelo Sebrae/SC.

Segundo Débora, atualmente o balneário é uma sociedade de economia mista, na qual a Administração Municipal é o maior acionista com 98,7%. “Esse modelo torna a gestão da estrutura inviável porque não permite o município buscar recursos públicos. Elaboramos, por meio da consultora do Sebrae/SC, um projeto para apresentar à comunidade e se for aprovado a intenção é privatizar para que investidores possam explorar melhor esse rico espaço”, antecipou.

PAUTA: MB Comunicação Empresarial/Organizacional

Erro, não existe o grupo! Verifique sua sintaxe! (ID: 4)
Erro, não existe o grupo! Verifique sua sintaxe! (ID: 5)

ÚLTIMAS NOTÍCIAS