InícioSegurançaAção combate a pornografia infantil

Ação combate a pornografia infantil

Uma megaoperação de combate à pornografia infantil e à exploração sexual de crianças e adolescentes cumpriu 16 mandados de busca e apreensão em Santa Catarina. Um deles foi realizado em Imbituba.

A ação ocorreu na manhã de ontem em várias cidades do país e de quatro países. Nove pessoas foram presas em flagrante no Estado, segundo a Polícia Civil. Entre os suspeitos estão dois homens flagrados com materiais de pornografia infantil em Blumenau e em Balneário Camboriú.

A sexta fase da operação Luz na Infância, coordenada pelo Ministério da Justiça e Segurança Pública (MSP), cumpre ao todo 112 mandados em 12 estados brasileiros e em outros quatro países: Colômbia, Estados Unidos, Paraguai e Panamá.

As prisões em flagrante ocorreram durante o cumprimento de mandados de busca e apreensão. Foram duas pessoas presas em Florianópolis e duas em Criciúma. A Polícia Civil ainda efetuou prisões em Joinville, Lages, Itapiranga, além de Blumenau e Balneário Camboriú, sendo um preso em cada cidade.

Quatro mandados de busca e apreensão foram cumpridos em Florianópolis, três em Joinville, dois em Balneário Camboriú e dois em Criciúma. A Polícia ainda cumpriu mandados em São José, Blumenau, Lages, Itapiranga e Imbituba, sendo um em cada município.

Foram 68 policiais mobilizados em 16 cidades catarinenses para cumprir os mandados de busca e apreensão.

As penas para os crimes investigados variam de um a oito anos de prisão. Quem armazena material de pornografia infantil tem pena de um a quatro anos de prisão. Para quem compartilha, a pena é de três a seis anos de prisão. A punição para quem produz esse tipo de material é de quatro a oito anos de prisão.

DS

Foto Divulgação DS