A Festa da Páscoa na época de Jesus

Todos os anos, quando celebravam a festa da Páscoa em Jerusalém (João 2:13;João 12:1;João 11:55;João 19:14), Jesus era levado para lá pelo seus pais (Lucas 2:41).

Durante este período de festa, o cordeiro era sacrificado aos arredores do Templo. Muitos judeus vinham de outras regiões fora da Palestina para participarem da festa da Páscoa.

O mais habitual era os judeus se encontrarem e se reunirem em grupo, também foi assim com Jesus e seus seguidores, pois se reuniram no Cenáculo.

Encontramos, em várias partes da Bíblia, menção a Jesus por ser o cordeiro como por exemplo em (Isaías 53:7 e João 1:29).

O Cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo como João Batista bem disse em João 1:29Jesus é o cordeiro perfeito! A partir daquele momento, não seria mais necessário sacrifícios envolvendo cordeiros, ervas e pães.

Com o sacrifício perfeito e definitivo de Jesus, o Cordeiro do Senhor, não havia nem precisava mais de outros tipos de sacrifícios. A substituição da carne do cordeiro, das ervas, dos pães, Jesus instituiu Seu corpo, Seu sangue, em memória deste sacrifício, portanto, ao participarmos da Ceia do Senhor, comermos o pão, bebermos o vinho, lembramos a Cruz, o sacrifício do Cordeiro de Deus.

Este momento, festa da Páscoa, que na verdade foi a última Páscoa, foi introduzido a primeira Ceia do Senhor. Algo interessante de perceber é que, a Páscoa sempre dava uma direção para frente, futuro, o que há de vir e já a Ceia aponta para o passado, como um símbolo, um acontecimento, do cumprimento, fidelidade e amor do Senhor por nós.

Veja mais: como deve um cristão celebrar a Páscoa?

ÚLTIMAS NOTÍCIAS